105 Ouça
Caraguá
ECONOMIA

Pensão por morte será de 60% do benefício quando houver 1 dependente

20 Fev 2019 - 11h58Por Eduardo Rodrigues, Adriana Fernandes e Idiana Tomazelli

O Ministério da Economia confirmou na manhã desta quarta-feira, 20, que a proposta de reforma da Previdência enviada nesta data pelo governo ao Congresso limita o valor pago na concessão do benefício de pensão por morte a 50% por família, mais 10% por dependente. Isso valerá para beneficiários do INSS e também para servidores públicos. Essa regra foi revelada ainda no dia 4 de fevereiro com exclusividade pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Os porcentuais serão aplicados ao valor que o segurado recebia ou teria direito se fosse aposentado. Uma viúva sem filhos, por exemplo, receberia 60% do pagamento; se tivesse um filho, 70%; e se tivesse dois, 80%; até o limite de 100%.

Em caso de morte por acidente de trabalho, doenças profissionais e doenças do trabalho, o pagamento do benefício será sempre de 100%.

A proposta ainda limita a acumulação de aposentadoria e pensão ou de mais de uma pensão, desde que uma seja INSS e outra do regime de servidores, estabelecendo um desconto progressivo. O benefício de maior valor será recebido integralmente, e os demais sofrerão abatimento.

Nesse cenário, o pagamento do segundo benefício será de 80%, caso o valor seja igual ou inferior a um salário mínimo; 60%, caso esteja entre um e dois salários mínimos; 40%, caso esteja entre dois e três salários mínimos; e 20%, caso esteja entre três e quatro salários mínimos. Também será vedado o acúmulo de mais de uma aposentadoria pelo INSS.

GNet

Matérias Relacionadas

Economia

Sindicato dos Metalúrgicos da região e classe patronal fecham reajuste para 2022

Confira o reajuste que será concedido aos trabalhadores
Sindicato dos Metalúrgicos da região e classe patronal fecham reajuste para 2022
Geral

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões

Próximo sorteio será no sábado
Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões
Economia

Governo afirma que IPVA cobrado em Santa Catarina não sofre reajuste

Entenda o aumento no valor a ser pago este ano, em comparação ao ano passado.
Governo afirma que IPVA cobrado em Santa Catarina não sofre reajuste
Economia

WEG vai abrir nova fábrica na Ásia

Previsão de inauguração é para o primeiro semestre deste ano
WEG vai abrir nova fábrica na Ásia
Ver mais de Economia