ECONOMIA

Nova queda-de-braço entre Câmara e governo azeda humor dos investidores na Bolsa

27 Mar 2019 - 12h32Por Simone Cavalcanti

Um novo capítulo da queda-de-braço entre o Legislativo e o Executivo - com apenas três meses de um novo governo - azeda o humor dos investidores, que ficam sem apetite para o risco. O Ibovespa abriu a sessão de negócios desta quarta-feira, 27, renovando mínimas e já recuou quase dois mil pontos dos 95.297 pontos da abertura. Imediatamente após a abertura do mercado acionário em Nova York a queda do índice Bovespa foi amenizada, entretanto, o efeito foi pontual.

Às 11h06, o Ibovespa recuava 1,73%, aos 93.657,60 pontos.

De acordo com um analista de um banco de investimentos, os inúmeros reveses no plano político acabam por adiar o andamento da reforma da Previdência, que é considerada a primeira e mais importante "tarefa" do governo para conseguir colocar a economia no rumo do crescimento.

Os investidores ainda aguardam que o ministro da Economia, Paulo Guedes, participe de sessão da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE),do Senado, nesta quarta, às 14 horas. A pauta é o endividamento dos Estados, mas o olhar se voltará para o clima com o Parlamento, principalmente depois da terça, quando o não comparecimento de Guedes à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) causou estresse e a Câmara aprovou o Orçamento impositivo.

De acordo com a colunista do Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), Elizabeth Lopes, na prática, o engessamento do Orçamento é uma derrota para o governo do capitão da reserva, pois a equipe liderada por Guedes trabalha no sentido de aprovar no Senado a PEC do pacto federativo. Essa medida vai na contramão do que foi aprovado na noite de ontem pela maioria dos deputados, pois prevê a descentralização da arrecadação, desobrigando Estados, municípios e a própria União de realizarem investimentos mínimos em determinadas áreas.

Se, ontem, a Bolsa contou com a influência positiva do petróleo para se sustentar, hoje, essa tendência está indefinida. No exterior, os contratos futuros de petróleo operam com sinais trocados em um comportamento levado por dados mistos dos estoques de petróleo nos Estados Unidos.

Pouco antes do fechamento deste texto, enquanto o Brent subia 0,28%, a US$ 68,16, o WTI recuava 0,08%, a US$ 59,91 o barril. Já o minério de ferro cotado no porto chinês de Qingdao recuava por mais um dia consecutivo (-0,41%), no dia em que a Vale vai apresentar seu resultado, após o fechamento do mercado. A estimativa é a de que a mineradora apresente lucro líquido de US$ 2,58 bilhões no quarto trimestre de 2018, triplicando os US$ 771 milhões reportados em igual período de 2017.

Matérias Relacionadas

Economia

Dólar fecha abaixo de R$ 5 pela primeira vez em mais de um ano

Bolsa encerrou com queda de 0,38%
Economia

ACIJS completa 83 anos e apresenta nova plataforma digital a associados e comunidade

A Associação Empresarial de Jaraguá do Sul ACIJS completa nesta terça-feira (22) 83 anos desde sua fundação em 22 de junho de 1938.
ACIJS completa 83 anos e apresenta nova plataforma digital a associados e comunidade
Geral

Há 20 anos no mercado, empresa Bold aposta em inovação e cria acrílico antiviral

Sócio fundador e CEO da BOLD, Ralf Benedito Sebold, participou ao vivo do Diário da Jaraguá desta terça-feira (22).
Há 20 anos no mercado, empresa Bold aposta em inovação e cria acrílico antiviral
Geral

GUARAMIRIM - Programa Nascer recebe propostas para pré-incubação de ideias inovadoras

Objetivo da iniciativa é visa estimular a inovação e o empreendedorismo inovador de base tecnológica
Ver mais de Economia