Delivery Much
ECONOMIA

NotreDame leva Belo Dente por R$ 80 milhões

28 Mai 2019 - 08h02Por FÁTIMA LARANJEIRA

A NotreDame Intermédica comprou a operadora Belo Dente Odontologia, sediada em Belo Horizonte, por R$ 80 milhões. O valor será pago à vista, descontado o endividamento da Belo Dente e um valor retido para contingências.

Especializada em planos odontológicos, a Belo Dente tem uma carteira de cerca de 350 mil beneficiários, sendo 98% pertencentes à categoria de planos coletivos e 2% de individuais, abrangendo principalmente os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Em 2018, faturou R$ 49 milhões. "O plano de integração prevê sinergias com nossas atuais operações da Interodonto, além de uma parceria comercial com um dos acionistas vendedores, que continuará atuando na expansão da carteira na região", disse a NotreDame.

A efetivação do negócio está sujeita a condições precedentes, incluindo a aprovação prévia da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O valor que deverá ser pago representa um múltiplo de 7,4 vezes a geração de caixa, medida por Ebitda (lucro antes de impostos, depreciação e amortização), estimado para 2019.

"Com esse movimento, a companhia reafirma a intenção em manter sua estratégia de crescimento, ampliando sua abrangência na região Sudeste e presença no segmento odontológico", afirmou a empresa, em comunicado.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena

Os números sorteados neste sábado foram 02, 09, 34, 49, 51, 55
Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena
Economia

Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Serão beneficiadas 3,5 milhões de pessoas
Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Economia

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões

A quina teve 75 ganhadores, com prêmio individual de R$ 32.688,93
Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Economia

Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano

Apesar de alta na inflação, BC decidiu não mexer na Selic
Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
Ver mais de Economia