Prates
Caraguá
Economia

Multinacional catarinense, Bold encerra 2021 com abertura de novas filiais

Como resultado de ações estratégicas, a empresa registra um crescimento próximo aos 40%, em 2021

07 Dez 2021 - 09h57Por Janici Demetrio
Bold possui unidades em espalhadas em diversas cidades do Brasil e também está Colômbia e em Hong Kong - Crédito: Divulgação BoldBold possui unidades em espalhadas em diversas cidades do Brasil e também está Colômbia e em Hong Kong - Crédito: Divulgação Bold

Além de celebrar os 20 anos de fundação em 2021, a multinacional catarinense Bold acumulou diversas conquistas nos últimos meses. Entre as mais recentes, estão a abertura da primeira loja em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, e da terceira unidade do grupo na Colômbia, localizada em Medellín.

Outros momentos marcantes foram a comemoração dos cinco anos da filial em Curitiba, no Paraná, e a reinauguração da loja em Belo Horizonte, que foi ampliada para atender ainda melhor o público mineiro. No início do ano, a empresa também começou a operar na Ásia, através de um centro de negócios em Hong Kong. A unidade fortalece o processo de internacionalização da Bold, que busca ampliar as transações ao nível global, além da América do Sul, América Central e América do Norte, onde o grupo já começou a atuar.

Como resultado de todas essas ações estratégicas, a empresa registra um crescimento próximo aos 40%, em 2021. Atualmente, o grupo possui cerca de 20 mil clientes espalhados pelo mundo e conta com mais de 500 colaboradores.

Conforme o CEO Ralf Sebold, o desenvolvimento da Bold é fruto de uma equipe aguerrida, dedicada e extremamente profissional.

“Juntos, fornecemos produtos que geram valor agregado para quem confia e adquire nossos materiais”, destaca.

Sebold também ressalta a importante atuação dos colaboradores “prata da casa”, que ajudam a disseminar os valores e missão da marca nas novas unidades da empresa, abertas em território nacional e internacional.

“Nossas filiais criam vagas diretas e indiretas de trabalho, incluindo as oportunidades internas de crescimento. Valorizamos o profissional que já está conosco e quer evoluir”, aponta.

Nas próximas semanas, a expansão de mais de 12,5 mil m² da sede da empresa, em Jaraguá do Sul, deve ser concluída. Na Colômbia, a terceira unidade, aberta em Medellín, será a primeira do grupo fora de Bogotá, região central do país. Com a loja, a Bold busca uma penetração ainda maior no mercado colombiano, trabalhando forte em canais de vendas e distribuição para expandir a rede de clientes e parceiros.

Para o início de 2022, a marca já tem prevista a inauguração de uma loja em Guarulhos, no Estado de São Paulo. Por lá, a Bold conta com mais duas filiais, localizadas em Diadema e São José do Rio Preto.

Sobre a Bold

A Bold é uma empresa multinacional, atuante no mercado há 20 anos, empregando aproximadamente 600 pessoas, entre a unidade matriz, fábrica de chapas e filiais.  A marca é reconhecida nacional e internacionalmente pela excelência dos produtos e credibilidade nas relações comerciais. Com um parque fabril moderno, a empresa com sede em Santa Catarina leva ao cliente produtos de qualidade e tecnologia de ponta e preza pela agilidade e transparência no atendimento. No portfólio de marcas atendidas, a Bold reúne gigantes como WEG, ABB, Philips, Thyssenkrupp, Indumak, FG Empreendimentos, Cyrela, Alubond, Itaú e AMBEV.

 

Caraguá

Matérias Relacionadas

Economia

Receita abre consulta a lote residual de restituições do IR

Contribuintes receberão crédito bancário no próximo dia 31
Receita abre consulta a lote residual de restituições do IR
Economia

Oportunidade de trabalho

Confira!
Oportunidade de trabalho
Segurança

Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix

Foram vazados dados cadastrais da Acesso Pagamentos
Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix
Economia

Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis

Em 2021, a gasolina e o diesel subiram 47%, Etanol acumula alta de 62%
Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis
Ver mais de Economia