Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Monitor do PIB aponta para alta de 1,1% em 2018, um 'ano perdido', segundo a FGV

19 Fev 2019 - 09h51Por Daniela Amorim

O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 1,1% no ano de 2018, segundo o Monitor do PIB, apurado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Segundo a FGV, o resultado decepcionou e a constatação é de que "foi um ano perdido".

"A economia brasileira cresceu 1,1% em 2018, mesmo crescimento apresentado no ano de 2017. O resultado é muito abaixo do previsto no início daquele ano. Este resultado é decepcionante quando se leva em consideração que ocorreu após dois anos consecutivos de forte retração econômica e de um crescimento com trajetória ascendente em 2017", avalia Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB -FGV, em nota.

Ainda de acordo com Considera, a economia não apresentou o mesmo fôlego de retomada em 2018 que teve em 2017 ficando praticamente estagnada no decorrer do ano. "A forte incerteza que permeou a economia, com destaque para a greve dos caminhoneiros e para o período eleitoral, influenciou muito nesse resultado. Foi um ano perdido", escreveu.

Apesar do baixo crescimento, pela ótica da demanda, todos os componentes avançaram em 2018. As exportações foram o único componente a apresentar crescimento menor do que o verificado em 2017. Pela ótica da oferta, apenas as atividades de construção (-2,4%) e serviços de informação (-0,1%) apresentaram retração em relação a 2017.

No quarto trimestre de 2018, o PIB ficou estagnado em relação ao terceiro trimestre (0,0%). Na comparação com o quarto trimestre de 2017, houve avanço de 1,0%. A indústria encolheu em ambas as comparações, ressaltou a FGV.

No mês de dezembro de 2018, o PIB teve uma queda de 0,4% em comparação a novembro. Em relação a dezembro de 2017,também houve recuo de 0,4%. A indústria também registrou perdas nas duas comparações, de -0,8% e -3,1%, respectivamente.

Na comparação com dezembro de 2017, além da indústria, também, houve quedas expressivas no comércio (-2,6%), na Formação Bruta de Capital Fixo (-1,8%) e nas importações (-6,8%). Em termos monetários, o PIB de 2018 totalizou R$ 6,764 trilhões em valores correntes.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim

Todas as pessoas físicas podem fazer doações de recursos financeiros aos Fundos Municipais
Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim
Economia

Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol

Álcool acumula aumento de 21% desde janeiro
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
Economia

Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro

Setor teve expansão de 0,8% na média móvel trimestral
Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro
Economia

Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal

Marca apresenta peças atemporais como moletons, malhas texturizadas, calças jogger, jeans e tricôs clássicos para serem usados por vários invernos
Em nova coleção, Malwee aposta em versatilidade e moda atemporal
Ver mais de Economia