ECONOMIA

Mercados fecham na maioria em alta, com foco em dados, comércio e Brexit

05 Mar 2019 - 16h24Por Gabriel Bueno da Costa

As bolsas europeias fecharam sem sinal único, nesta terça-feira, 5, mas a maioria em território positivo. Durante uma sessão volátil, investidores monitoraram indicadores da região, as negociações comerciais entre Estados Unidos e China e o complexo processo para a saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,15%, em 375,64 pontos.

Na agenda de indicadores, as vendas no varejo da zona do euro cresceram 1,3% em janeiro ante dezembro, como esperado pelos analistas. Já o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da região subiu de 51,0 em janeiro a 51,9 em fevereiro, na máxima em três meses e acima da previsão de 51,4. Na Itália, o Produto Interno Bruto (PIB) da Itália encolheu 0,1% no quarto trimestre de 2018 ante o terceiro, o que confirmou recessão técnica no país.

No mercado cambial, a libra se enfraqueceu, em meio às preocupações com o Brexit e após o PMI de serviços do Reino Unido, que subiu a 51,3 em fevereiro, mas mostrou detalhes que sugerem perspectiva sombria à frente, com o emprego particularmente enfraquecido. A libra mais fraca tende a ajudar as ações de exportadoras britânicas.

Entre as notícias corporativas, Vodafone Group subiu 1,99% em Londres, após a empresa informar que pretende levantar 4 bilhões de euros por meio de uma emissão de bônus. Na Bolsa londrina, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,69%, a 7.183,43 pontos. Barclays subiu 0,50%, mas Lloyds recuou 0,24%, entre os bancos britânicos. A petroleira BP registrou alta de 0,41%, enquanto a mineradora Glencore subiu 0,25%.

Em Frankfurt, o índice DAX teve ganho de 0,24%, a 11.620,74 pontos. Entre os papéis mais negociados, Aroundtown subiu 0,96% e Deutsche Telekom avançou 0,72%, enquanto Deutsche Bank caiu 0,85% e Schaeffler recuou 3,02%.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 registrou alta de 0,21%, a 5.297,52 pontos. A petroleira Total subiu 0,95%, entre as ações mais negociadas, enquanto Vallourec caiu 2,67%. BNP Paribas teve baixa de 0,95%, mas Orange subiu 0,34%.

Em Milão, o índice FTSE-MIB teve queda de 0,01%, a 20.715,97 pontos. Telecom Italia subiu 2,96%, Intesa Sanpaolo caiu 0,18% e Banco BPM teve baixa de 1,49%. A montadora Fiat Chrysler avançou 0,83%.

O índice IBEX-35, da Bolsa de Madri, recuou 0,02%, a 9.258,20 pontos. Santander subiu 0,06%, mas Banco de Sabadell caiu 0,09%, entre os bancos espanhóis. Iberdrola subiu 0,52%, mas Duro Felguera cedeu 0,68%.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 subiu 0,01%, a 5.276,72 pontos. Banco Comercial Português caiu 0,45% e Altri, 0,40%, enquanto Galp Energia teve alta de 0,37%. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Petrobras obtém lucro de mais de R$ 1 bilhão no primeiro trimestre

Empresa aumentou produção de petróleo e gás natural em 3%
Petrobras obtém lucro de mais de R$ 1 bilhão no primeiro trimestre
Saúde

Guaramirim fará vacinação da covid nesta sexta-feira em idosos acima de 60 anos

Serão atendidos os idosos pré-cadastrados do número 3511 até o 3751
Guaramirim fará vacinação da covid nesta sexta-feira em idosos acima de 60 anos
Economia

Weg abre inscrições para estágio

Programa de Estágio do segundo semestre de 2021 oferece vagas nas áreas técnicas, administrativas/ tecnologia da informação e engenharia
Weg abre inscrições para estágio
Economia

Trabalhadores nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial

Parcela havia sido depositada em 27 de abril
Trabalhadores nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial
Ver mais de Economia