transito
Economia

Mercado reduz previsão de crescimento do PIB para 2019

Economistas reduziram a previsão do PIB deste ano, de 2,50% para 2,48%.

18 Fev 2019 - 20h00Por Marquezan Araújo / Agência do Rádio

Economistas do mercado financeiro reduziram a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano, de 2,50% para 2,48%. Os números constam no boletim Focus desta segunda-feira (18), divulgado pelo Banco Central. O levantamento foi feito com mais de 100 instituições financeiras.

O PIB é a soma de todas as riquezas produzidas no país e serve para medir a evolução da economia. Para o ano que vem, no entanto, as projeções do mercado indicam que haverá expansão da economia diante de um avanço de 2,50% para 2,58%.

Já no caso do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação, as previsões do relatório desta segunda apontam estagnação em 3,87% para o ano que vem. Com o resultado, a expectativa do mercado permanece abaixo da meta de inflação, que é de 4,25% para este ano. O intervalo de tolerância da meta ficou fixado entre 2,75% e 5,75%.

Já a taxa básica de juros, a Selic, continua em 6,5% ao ano, mesmo patamar previsto para o fim de 2019. Para o final de 2020, a previsão ainda é de 8% ao ano. 


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Matérias Relacionadas

Economia

Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história

Cerca de 5,6 milhões de contribuintes receberão R$ 9,5 bilhões
Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história
Economia

Intenção de Consumo das Famílias avança 1,3% em maio

Esse é o segundo resultado positivo consecutivo, apurado pela CNC
Intenção de Consumo das Famílias avança 1,3% em maio
Santa Catarina

Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia

Implantação do novo sistema comercial teria apresentado instabilidade
Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia
Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Ver mais de Economia