Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Mattar: governo tem foco na reforma; desestatizações serão priorizadas em seguida

27 Fev 2019 - 17h36Por Bárbara Nascimento, Gustavo Porto, Aline Bronzatti

O secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia, Salim Mattar, afirmou nesta quarta-feira, 27, que o governo está focado na reforma da Previdência e que as desestatizações serão priorizadas em seguida. Questionado durante conferência realizada pelo BTG Pactual, ele afirmou que não tem controle absoluto sobre as privatizações e destacou que a conversa tem que passar pelos ministérios setoriais ligados a cada uma das estatais.

"De uma certa forma, nós do Ministério da Economia temos um assento nessas empresas. Talvez num futuro próximo a gente possa mexer nesse modelo. Mas a autoridade que determina quem será o conselho é o ministério setorial. Eu não tenho controle absoluto das desestatizações", disse o secretário.

Mattar destacou que o governo tem, em sua lista de privatizações a venda das estatais propriamente, subsidiárias, outros ativos das estatais e imóveis. Ainda que tenha dito que o programa de desestatizações possa "demorar um pouquinho", o secretário também ponderou que o país perdeu o timing para vender as estatais no melhor momento para fins de abatimento de dívida. Segundo ele, se tivesse vendido o conjunto de estatais em 2010, o governo conseguiria abater 61% da dívida. Hoje, as estatais equivalem a 26% da dívida bruta.

O secretário destacou que a União tem "um dever de casa importante" ao ajudar os Estados e convencê-los a vender suas estatais também. E destacou que o governo de Minas Gerais já está trabalhando com o governo federal para a venda de seis estatais.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Presidente e diretor de Inovação da CDL falam sobre aplicativo da entidade

Aplicativo CDL Box vai trazer benefícios para lojistas e consumidores
Presidente e diretor de Inovação da CDL falam sobre aplicativo da entidade
Geral

Abertas as inscrições para processo seletivo de recenseador do IBGE

A remuneração do profissional vai depender da produtividade, mas pode chegar a R$ 2656,00. São 161 as vagas disponíveis para Jaraguá do Sul
Abertas as inscrições para processo seletivo de recenseador do IBGE
Economia

Lunelli distribui R$ 12 milhões aos colaboradores, mesmo após ano desafiador

Lunelli distribui R$ 12 milhões aos colaboradores, mesmo após ano desafiador
Economia

Preços de produtos industrializados sobem 3,36% em janeiro

Taxa é maior que índices de dezembro (0,39%) e janeiro de 2020 (0,35%)
Preços de produtos industrializados sobem 3,36% em janeiro
Ver mais de Economia