transito
ECONOMIA

Marinho acredita que idade mínima será o mais fácil de se aprovar no Congresso

20 Fev 2019 - 15h22Por Idiana Tomazelli, Adriana Fernandes e Eduardo Rodrigues

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirmou nesta quarta-feira, 20, que as idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens devem ser os patamares mais fáceis de passar no Congresso Nacional. A equipe econômica era favorável a uma exigência igual de 65 anos para homens e mulheres, mas o presidente Jair Bolsonaro optou pela diferenciação.

"Essa é uma discussão que tentamos fazer sob a luz da racionalidade. As mulheres vivem mais que os homens, em média sete anos, mas o presidente decidiu reduzir. Nós respeitamos posição do presidente, acho que dentro do ambiente do Congresso vai ser o mais fácil de passar", afirmou Marinho, que antes de ser nomeado secretário foi parlamentar e relatou a reforma trabalhista.

Ele também defendeu as idades mínimas iguais para homens e mulheres no caso de categorias especiais, como professores e rurais (60 anos) e policiais (55 anos). "Os professores, policiais e trabalhadores rurais têm idade menor por serem atividades especiais", afirmou. Mais cedo, o secretário de Previdência do Ministério da Economia, Leonardo Rolim, também havia destacado que a diferenciação dessas idades se deve à atividade, não ao gênero.

Marinho ressaltou ainda o trabalho do governo para coibir fraudes nos benefícios rurais. "Tentamos filtrar e ter maior exatidão no cadastro rural. Vamos dar benefício rural a quem de fato merece", afirmou. Ele ainda rebateu críticas de que as idades mínimas seriam severas demais em algumas regiões. "A variação de expectativa de sobrevida aos 65 anos é mínima entre regiões", afirmou.

Matérias Relacionadas

Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Geral

Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução
Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos
Política

Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras

Ela substituirá Jean Paul Prates que pediu saída antecipada
Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
Geral

Cresol promove Semana Nacional de Educação Financeira na região

Tema central será a Proteção Financeira, com foco em formas de o consumidor se prevenir contra golpes e fraudes financeiras.
Cresol promove Semana Nacional de Educação Financeira na região
Ver mais de Economia