Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Manifestantes ocupam a Praça da Sé contra projeto da reforma da Previdência

20 Fev 2019 - 16h51Por Renata Okumura

Uma manifestação convocada por centrais sindicais aconteceu nesta quarta-feira, 20, na Praça da Sé, no centro da capital paulista, contra o projeto de reforma da Previdência do governo do presidente Jair Bolsonaro.

O governo apresentou nesta quarta, em Brasília, o texto base da proposta de reforma da Previdência. A medida, levada pessoalmente ao Congresso pelo presidente da República, é polêmica entre a população, mas é tida como fundamental pelo mercado financeiro para reduzir o rombo no orçamento.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a manifestação interferiu no trânsito da região e agentes monitoraram a situação no início da tarde. Por volta das 14h30, a CET informou pelo Twitter que já havia ocorrido a dispersão e que a via já havia sido liberada.

Segundo o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, a assembleia nacional foi chamada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical, Intersindical, Nova Central, Central Geral dos Trabalhadores, Central Sindical e Popular- Conlutas e Central dos Sindicatos Brasileiros contra a proposta que está sendo apresentada pelo governo, nesta quarta-feira, ao Congresso Nacional.

A categoria critica que a proposta de reforma eleva as idades mínimas de aposentadoria de 65 anos para homens e 62 para mulheres e estabelece o mínimo de 20 anos de contribuição. Também acaba com as aposentadorias por tempo de contribuição, após um período de transição. E para ter direito ao benefício integral será preciso contribuir por 40 anos.

Atualmente, o Sindicato dos Bancários lembra que é possível se aposentar ao alcançar 60 anos, no caso das mulheres, e 65 anos, para homens, com 15 anos de contribuição. E para a aposentadoria por tempo de contribuição, não é requerida idade mínima: as mulheres precisam ter contribuído por 30 anos e os homens por 35 anos.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Arrecadação catarinense cresce 5,7% em fevereiro

Somente com ICMS, a soma foi de R$ 2,22 bilhões, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) nesta quinta-feira (4)
Arrecadação catarinense cresce 5,7% em fevereiro
Economia

IPTU 2021 vence dia 10 de março em Jaraguá

Quem optar pelo pagamento a vista terá desconto de 10%
Política

Licitação para reforma da escola Albano Kanzler deve ser lançada em 30 dias

Obra é aguardada há 20 anos pela comunidade
Licitação para reforma da escola Albano Kanzler deve ser lançada em 30 dias
Economia

Transporte rodoviário tem novo piso mínimo de frete

Tabela foi publicada hoje no Diário Oficial da União
Transporte rodoviário tem novo piso mínimo de frete
Ver mais de Economia