GNet
Caraguá
ECONOMIA

Maia, Alcolumbre e Guedes discutirão reforma para militar na quarta, diz Joice

25 Fev 2019 - 21h41Por Julia Lindner e Mariana Haubert

Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), vão se reunir para um almoço com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na próxima quarta-feira (27), para tratar da proposta de Previdência para militares. A informação foi dada pela deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) durante visita ao Palácio do Planalto, na noite desta segunda-feira, 25.

Mais cedo, Maia afirmou, durante debate promovido pela Folha e pela FGV, em São Paulo, que a demora na apresentação do texto voltado para as Forças Armadas atrasa a reforma da Previdência que foi apresentada ao Congresso pelo governo Jair Bolsonaro na semana passada.

Sobre o assunto, Joice comentou que "é natural que a Câmara queira ver o projeto envolvendo os militares". "Até porque a nova Previdência é para todo mundo. Isso precisa ser evidenciado para os parlamentares e para a sociedade. Esse recado é para todos", declarou a parlamentar. Com apoio de Maia e Alcolumbre, ela é cotada para a liderança do governo no Congresso.

Nesta segunda, o tema da proposta dos militares também foi tratado no Planalto durante reunião entre o presidente Jair Bolsonaro e os ministros Fernando Azevedo (Defesa) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República) e os comandantes das Forças Armadas.

GNet

Matérias Relacionadas

Economia

Receita abre consulta a lote residual de restituições do IR

Contribuintes receberão crédito bancário no próximo dia 31
Receita abre consulta a lote residual de restituições do IR
Economia

Oportunidade de trabalho

Confira!
Oportunidade de trabalho
Segurança

Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix

Foram vazados dados cadastrais da Acesso Pagamentos
Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix
Economia

Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis

Em 2021, a gasolina e o diesel subiram 47%, Etanol acumula alta de 62%
Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis
Ver mais de Economia