105 Ouça
Caraguá
ECONOMIA

Líder governista diverge da pauta de Paulo Guedes

13 Mar 2019 - 08h15Por Teo Cury, Camila Turtelli e Mariana Haubert

O senador Major Olímpio (SP), líder do PSL no Senado, afirmou que projetos nas áreas de segurança pública e combate à corrupção são prioridade da Casa no primeiro semestre. A intenção do senador para a pauta do Senado não está alinhada com os planos do ministro da Economia, Paulo Guedes.
Em entrevista ao Estado no domingo passado, Guedes revelou que a proposta que pretende tirar as "amarras" do Orçamento da União, de Estados e municípios e ampliar os repasses de recursos para os governos regionais será enviada logo e começará a tramitar pelo Senado, para não tirar as atenções da Câmara em relação à Previdência.
Ontem, o líder do governo do Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), disse que o texto pode chegar à Casa no início de abril. "Enquanto o texto da reforma da Previdência será discutido na Câmara dos Deputados, o Senado Federal irá priorizar nesse primeiro semestre de 2019 projetos nas áreas de segurança pública e combate à corrupção", diz a nota divulgada pela assessoria do senador. Ontem, à reportagem, ela afirmou que a prioridade aos outros temas "em nada fere a discussão do pacto federativo".
Para o líder do partido do presidente Jair Bolsonaro, "a priorização destes temas atenderá à demanda da população brasileira refletida nas urnas". A iniciativa é capitaneada por Olímpio e os senadores Weverton (PDT-MA) e Eduardo Girão (Pode-CE).
Já o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que é importante que a Casa tenha protagonismo na tramitação da proposta. Na avaliação dele, a tramitação conjunta das duas propostas irá ajudar o andamento da Previdência, e não atrapalhar.
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por outro lado, afirmou que tem receio. "Fico preocupado porque para um governador desvincular o Orçamento em seu Estado, talvez resolva o problema nos quatro anos dele e ele possa abrir mão da Previdência", disse. Para Maia, se o problema de curto prazo de alguns Estados for solucionado, pode "tirar a vontade" de votar a Previdência.

Caraguá

Matérias Relacionadas

Segurança

Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix

Foram vazados dados cadastrais da Acesso Pagamentos
Banco Central comunica vazamento de dados de 160,1 mil chaves Pix
Economia

Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis

Em 2021, a gasolina e o diesel subiram 47%, Etanol acumula alta de 62%
Presidente negocia PEC para zerar impostos sobre combustíveis
Economia

Sindicato dos Metalúrgicos da região e classe patronal fecham reajuste para 2022

Confira o reajuste que será concedido aos trabalhadores
Sindicato dos Metalúrgicos da região e classe patronal fecham reajuste para 2022
Geral

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões

Próximo sorteio será no sábado
Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 22 milhões
Ver mais de Economia