Joaçaba Pneus
ECONOMIA

Líder do PSL na Câmara defende envio do PL dos militares em até 10 dias

21 Fev 2019 - 18h57Por Idiana Tomazelli

O governo terá de agilizar o envio da proposta de mudança nas regras de aposentadoria dos militares caso queira evitar resistências à reforma da Previdência no Congresso Nacional, alerta o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO). O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, prometeu encaminhar o projeto de lei em até 30 dias, mas o líder do PSL - partido do presidente Jair Bolsonaro - defende que a equipe econômica "agilize" o envio num prazo de 10 dias.

"Acredito que o governo vai ter que agilizar essa reforma dos militares, vai ter que vir em conjunto para não ficar parecendo que eles vão ter tratamento diferenciado", afirma. "Eu defendo essa mesma tese (de agilizar para não ter resistência). Tem que trazer todos juntos, não podemos tratar de forma separada. Independentemente de o quórum ser menor (para militares), temos que conhecer os dois textos para saber que o tratamento está sendo igualitário."

Waldir conversou com o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado,> com o texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma em mãos. Ele está analisando o texto - e fazendo anotações - para propor ajustes, mas já adianta que vai trabalhar no recolhimento de assinaturas para apresentar uma emenda que inclua os guardas municipais na regra especial de policiais, que permite aposentadoria com 55 anos. Eles ficaram de fora desse grupo na proposta apresentada na quarta-feira.

"É um lapso que foi cometido", afirma o líder do PSL na Câmara. Ele argumenta que os guardas municipais andam armados e, por isso, precisam de tratamento diferenciado. Waldir diz que o governo ainda está construindo a sua base de apoio, mas assegura que não há fragmentação interna no PSL.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Rede catarinense Havan inaugura 160ª filial

Esta é a primeira loja da rede no estado sergipano. Atualmente, a Havan está presente em 18 estados brasileiros, mais o Distrito Federal
Rede catarinense Havan inaugura 160ª filial
Economia

Decisão sobre reajuste de bandeiras tarifárias deve sair até o dia 30

Aumento pode passar de 20%, diz diretor da Aneel
Decisão sobre reajuste de bandeiras tarifárias deve sair até o dia 30
Economia

Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial

Novo calendário começa nesta sexta-feira, para nascidos em janeiro
Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial
Economia

FIESC defende redução temporária do imposto de importação do aço

O insumo teve alta superior a 100% em 12 meses e tem impactado diversos setores, principalmente a construção e o metalmecânico
FIESC defende redução temporária do imposto de importação do aço
Ver mais de Economia