transito
ECONOMIA

IPC-S desacelera a 0,51% na 1ª quadrissemana de fevereiro, revela FGV

10 Fev 2020 - 09h55Por Cícero Cotrim

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou a 0,51% na primeira quadrissemana de fevereiro, ante 0,59% no fechamento de janeiro, informou nesta segunda-feira, 10, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Sete das oito classes de despesa que compõem o indicador tiveram decréscimo em suas taxas.

A maior contribuição negativa partiu do grupo Habitação, que desacelerou de 0,36% para 0,22%. A variação foi puxada pelo comportamento da tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa mostrou alívio de 0,97% para 0,21%.

Também houve decréscimo nas taxas de Alimentação (0,64% para 0,53%), devido à continuação da devolução do choque das carnes bovinas (-2,62% para -4,15%); Transportes (0,59% para 0,49%), com a desaceleração da gasolina (1,07% para 0,62%); Vestuário (-0,35% para -0,61%), puxado por roupas (-0,63% para -0,85%); despesas diversas (0,25% para 0,19%), por causa de alimentos para animais domésticos (0,74% para 0,12%); comunicação (0,14% para 0,11%), devido à mensalidade de TV por assinatura (0,80% para 0,66%); e Educação, Leitura e Recreação (2,30% para 2,28%), puxado por cursos formais (4,67% para 3,57%).

Na outra ponta, o grupo de Saúde e Cuidados Pessoais apresentou ganho de ritmo na sua taxa, de 0,32% para 0,39%), devido ao comportamento dos artigos de higiene e cuidado pessoal (0,30% para 0,54%).

Matérias Relacionadas

Economia

Rendimento domiciliar do brasileiro chegou a R$ 1.848 em 2023

Valor é o maior já apurado no país pelo IBGE desde 2012
Rendimento domiciliar do brasileiro chegou a R$ 1.848 em 2023
Economia

Estado volta a ser destaque em pauta de exportação de bens de capital

O segmento mostrou valorização nos preços médios de janeiro a março na comparação com o primeiro trimestre de 2023, segundo análise do Observatório FIESC.
Estado volta a ser destaque em pauta de exportação de bens de capital
Economia

Senado aprova isenção de IR para quem ganha até dois salários mínimos

Aprovado na Câmara, texto irá à sanção presidencial
Senado aprova isenção de IR para quem ganha até dois salários mínimos
Economia

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025

Reajuste segue previsão de 3,25% do INPC mais alta de 2,9% do PIB
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025
Ver mais de Economia