ECONOMIA

IPC-Fipe sobe 0,42% na 2ª quadrissemana de abril

17 Abr 2019 - 06h18Por Sergio Caldas

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,42% na segunda quadrissemana de abril, desacelerando em relação ao ganho de 0,47% verificado na primeira quadrissemana deste mês, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na segunda leitura de abril, quatro dos sete componentes do IPC-Fipe subiram com menos força. Foi o caso de Habitação (de 0,26% na primeira quadrissemana para 0,20% na segunda quadrissemana), Alimentação (de 1,43% para 1,07%), Transportes (de 0,63% para 0,60%) e Educação (de 0,08% para 0,02%).

Além disso, os preços de Vestuário tiveram baixa marginal de 0,02% na segunda prévia deste mês, depois de ficarem estáveis na primeira quadrissemana.

Por outro lado, o item Saúde avançou de forma mais acentuada (de 0,64% para 1,04%) e a categoria Despesas Pessoais reduziu deflação (de -0,67% para -0,42%).

Veja abaixo como ficaram os componentes do IPC-Fipe na segunda quadrissemana de abril:

- Habitação: 0,20%

- Alimentação: 1,07%

- Transportes: 0,60%

- Despesas Pessoais: -0,42%

- Saúde: 1,04%

- Vestuário: -0,02%

- Educação: 0,02%

- Índice Geral: 0,42%

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Geral

Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões

Número é maior que população porque muitos têm mais de um chip
Número de acessos móveis no Brasil cresce e fecha 2020 com 234 milhões
Economia

Caixa paga seguro-desemprego em conta poupança social digital

Benefício começa a ser pago hoje
Caixa paga seguro-desemprego em conta poupança social digital
Geral

Empresa jaraguaense inova lançando acrílico antiviral

Parecido com o acrílico convencional, o Bold NanoPower mantém alto grau de transparência e pode passar pelos mesmos processos de beneficiamento, como corte, dobra, usinagem e moldagem, sem perder o poder virucida
Empresa jaraguaense inova lançando acrílico antiviral
Economia

Dólar fecha no menor nível em um mês após acordo sobre Orçamento

Bolsa de Valores tem pequena queda em dia de ajustes
Ver mais de Economia