Imobiliária Coralli
Economia

Investimentos de indústrias de SC devem gerar 17 mil empregos

13 Jul 2012 - 21h31

A previsão de investimentos industriais para 2012 é 15% maior do que foi realizado em 2011, totalizando R$ 1.991 milhões. A indústria alimentícia será responsável por mais de um terço dos investimentos em 2012 (R$ 756 milhões). É ela quem lidera os investimentos tanto dentro do estado quanto em outras unidades da federação.

Devem ser gerados 17 mil empregos até 2014, sendo 12 mil em Santa Catarina e 5 mil fora do estado. A maior abertura de vagas está prevista no segmento de atividade de Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos.

Já para o triênio de 2012 a 2014, as indústrias catarinenses pretendem investir R$ 3,6 bilhões. Esse valor deve ser maior, pois muitas indústrias não possuem valores para 2013 e 2014 definidos ainda. Os segmentos industriais catarinenses que preveem maiores investimentos até 2014 são: Alimentar, Celulose e Papel e Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos e Metalurgia.

"Um investimento desta ordem vai impulsionar o crescimento da economia de Santa Catarina. Apesar da conjuntura de crise e de baixo crescimento do PIB, o industrial do Estado mantém os investimentos como sinal de confiança na economia", afirmou o presidente da FIESC, Glauco José Côrte.

As principais fontes dos recursos para os novos investimentos serão: 39% capital próprio, 33% bancos de fomento, 13% bancos privados nacionais e 10% bancos de fomento via bancos privados nacionais. A intenção das indústrias é aumentar a captação em bancos de fomento (em 2011 captaram 19% dos recursos nos bancos de fomento. Agora preveem captar 33%).


As principais finalidades dos investimentos industriais a serem feitos até 2014 são: aquisição de máquinas e equipamentos, modernização tecnológica, ampliação da capacidade produtiva e melhoria da qualidade dos produtos.

O Desempenho e Perspectivas da Indústria Catarinense é um estudo da FIESC realizado desde 2000, com o apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). O levantamento foi realizado com 126 indústrias, e mostra que o valor investido em 2011, R$ 1,72 bilhão, foi 27% maior que o realizado em 2010 (R$ 1,35 bilhão). 79% dos R$ 1,72 bilhão foram alocados em Santa Catarina. O valor superou a média anual dos últimos cinco anos, que foi de R$ 1,58 bilhão.

G1/SC

Matérias Relacionadas

Geral

Federação de Bancos alerta para aumento de fraudes durante a pandemia

Houve alta de 60% em tentativas de golpes financeiros contra idosos
Federação de Bancos alerta para aumento de fraudes durante a pandemia
Economia

Caixa paga auxílio de R$ 300 para beneficiários do Bolsa Família

Serão R$ 428,6 milhões para 1,6 milhão de pessoas
Caixa paga auxílio de R$ 300 para beneficiários do Bolsa Família
Economia

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado de R$ 43 milhões

As pessoas podem fazer suas apostas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país ou pela internet.
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado de R$ 43 milhões
Economia

Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras

Novo valor anunciado pela estatal vale a partir desta quarta-feira
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
Ver mais de Economia