segunda, 22 de abril de 2019 - 01h07
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
ECONOMIA

Indústria de SP gera 500 vagas em março e 12 mil postos no trimestre, diz Fiesp

16 Abr 2019 - 12h41Por Caio Rinaldi

O setor industrial paulista gerou saldo líquido de 500 novos postos de trabalho em março, informou nesta terça-feira, 16, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O resultado representa leve alta de 0,03% na análise sem ajuste sazonal, porém configura queda de 0,44% na comparação com ajuste.

Com os números de março, a geração de vagas no primeiro trimestre do ano atingiu 12 mil empregos, aquém dos 22 mil criados em igual período de 2018 e mais alinhado ao saldo de 12,5 mil verificado nos três primeiros meses de 2017.

No acumulado de 12 meses, por outro lado, ainda há perda de vagas, com destruição de 49 mil postos de trabalho e queda de 2,27% em relação ao período anterior equivalente.

"O resultado do mês e do trimestre está abaixo das nossas expectativas. Para que tenhamos 10 mil novos postos em São Paulo em 2019, é preciso melhorar muito o nível de contratação", aponta o segundo vice-presidente da Fiesp, José Ricardo Roriz Coelho.

Ele cita o clima mais chuvoso no início do ano como um dos fatores a pesar sobre as contratações nas usinas de cana-de-açúcar.

Setores

Na análise por ramo de atividade, 12 dos 22 setores apresentaram retração nas vagas, enquanto sete contrataram mais profissionais e outros três seguiram estáveis.

Entre os destaques positivos aparecem segmento de produtos alimentícios, com geração de 1.733 vagas; coque, derivados de petróleo e biocombustíveis (844); e produtos têxteis (225). Já entre os setores que demitiram no mês, máquinas e equipamentos (-525); produtos de metal, exceto máquinas e equipamento (-514); e veículos automotores, reboques e carrocerias (-311) se sobressaíram.