transito
ECONOMIA

Idade mínima e desindexação precisam ser tratados na reforma, diz Nelson Jobim

26 Fev 2019 - 15h24Por Cynthia Decloedt , Francisco Carlos de Assis e Gustavo Porto

A reforma da Previdência tem pontos que precisam ser abordados e que vão além da simples necessidade de aprová-la, comentou o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-ministro da Justiça, Nelson Jobim, durante o CEO Conference Brasil 2019, promovido pelo BTG Pactual, em São Paulo.

"O que significa 'precisamos aprovar a reforma da previdência?' Isso indica potência fiscal da reforma, ou seja, o que vai se economizar em 10 anos, uma economia de mais de R$ 1 trilhão, esta seria a necessidade do País", comentou ele.

Jobim disse que é preciso abordar os detalhamentos da reforma, citando o limite de idade, que tende a influenciar a idade de transição e a desindexação por meio da desvinculação do benefício previdenciário do salário mínimo. "Sem a desindexação, não se pode elevar o salário mínimo, ou seja, quem vai pagar o preço da indexação é o trabalhador ativo", comentou.

O ex-ministro citou ainda a questão dos Estados, sugerindo que uma fórmula seja encontrada para levar a reforma aos entes federados.

Jobim comentou ainda que não adianta criticar os poderes, mas ter uma estratégia para o fato. "Não se pode construir o futuro retaliando o passado e os atores do presente. Esses são os atores e precisamos ter estratégia com os atores que temos. Dessa forma estamos nos eximindo das responsabilidades", pontuou.

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia

Implantação do novo sistema comercial teria apresentado instabilidade
Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia
Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Geral

Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução
Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos
Política

Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras

Ela substituirá Jean Paul Prates que pediu saída antecipada
Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
Ver mais de Economia