ECONOMIA

Ibovespa sobe 0,17% no dia e termina abril com ganho de 0,98%

30 Abr 2019 - 19h26Por Paula Dias

O Índice Bovespa teve um pregão de oscilações moderadas, em meio ao noticiário escasso, e terminou o pregão desta terça-feira, 30, com leve ganho, de 0,17%, aos 96.353,33 pontos. A proximidade do feriado de 1º de Maio e o compasso de espera pela tramitação da reforma da Previdência foram dois fatores que incentivaram postura mais cautelosa do investidor, afirmaram operadores. No mês em que as atenções se concentraram principalmente na reforma previdenciária, o Ibovespa acumulou valorização de 0,98%.

"A terça-feira teve clima de compasso de espera pela reunião do Federal Reserve e pela tramitação da reforma da Previdência. Não que se esperem surpresas com o Fed, que deve mostrar continuidade do tom 'dovish' das últimas reuniões. Mas o investidor opta pela cautela, principalmente em um mercado sem liquidez", afirma Luiz Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença Corretora.

Entre a mínima e a máxima, o Ibovespa oscilou de 95.613,24 pontos (-0,60%) a 96.706,71 pontos (+0,54%). Pela manhã, predominou o sinal positivo até a abertura fraca das bolsas de Nova York, que favoreceram a virada do índice para baixo. Somente na última hora de negociação é que o índice retomou a alta, ainda que de forma bastante tímida. Entre as ações que fazem parte do Ibovespa, a maior alta foi de Magazine Luiza ON (+6,72%), como reflexo do anúncio de compra da Netshoes.

Apesar da alta do Ibovespa no acumulado de abril, o saldo dos investimentos estrangeiros na Bolsa deve ser negativo no período. Na última sexta-feira (26), houve saída líquida de R$ 308,789 milhões. Assim, o acumulado do mês até essa data era negativo em R$ 936,311 milhões.

No noticiário político, o destaque foi a notícia de que o prazo para que deputados possam apresentar emendas ao texto da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados começou a contar na tarde desta terça. Os parlamentares têm um tempo regimental de dez sessões, a partir de 7 de maio, a serem realizadas no plenário da Casa para entregarem suas sugestões, independentemente de quantas reuniões sejam feitas na comissão especial que analisa o tema.

Matérias Relacionadas

Economia

Intenção de gasto dos consumidores catarinenses para o Dia dos Pais deste ano cresceu 18,6%

Parte desse aumento pode ser explicado pelos resultados positivos registrados na economia catarinense
Intenção de gasto dos consumidores catarinenses para o Dia dos Pais deste ano cresceu 18,6%
Economia

Com destaque para o setor elétrico e para a WEG, indústria catarinense cresce 6,4% no ano até maio

Aumento da produção industrial reflete alto nível de consumo das famílias, acesso ao crédito e exportações; crescimento no mês foi de 5,8%
Com destaque para o setor elétrico e para a WEG, indústria catarinense cresce 6,4% no ano até maio
Saúde

Começa a reforma do Pronto Atendimento Infantil do Hospital Jaraguá

Obra terá investimento de mais de R$ 14 milhões e ficará pronta em 18 meses
Começa a reforma do Pronto Atendimento Infantil do Hospital Jaraguá
Economia

Indústria de Santa Catarina tem potencial para liderar produção na área da saúde

Especialistas reunidos na FIESC dizem que estado tem inteligência, tecnologia e capital humano para se destacar no Complexo Econômico-Industrial da Saúde
Indústria de Santa Catarina tem potencial para liderar produção na área da saúde
Ver mais de Economia