terça, 18 de junho de 2019 - 07h41
(47) 3371-1010Central (47) 3372-1010Ao Vivo
ECONOMIA

IBGE: com revisão, estabilidade dos serviços em 2018 interrompe 3 anos de quedas

15 Mar 2019 - 12h11Por Daniela Amorim

O atraso na entrega de informações de uma grande operadora de telecomunicações motivou uma revisão nos dados do setor de serviços referentes a dezembro de 2018, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A revisão foi tão importante que mudou o desempenho da média global de volume de serviços prestados no ano de 2018, apurada pela Pesquisa Mensal de Serviços: passando de queda de 0,1% para estabilidade (0,0%).

"Uma empresa importante do setor de telecomunicações não havia entregue a sua informação no período adequado. E, na revisão de dados, quando entrou essa informação teve uma mudança de patamar importante. Lembrando que o setor de telecomunicações é o mais pesado na pesquisa, pesa 17%", explicou Rodrigo Lobo, gerente da Pesquisa Mensal de Serviços. "Claro que a gente recebe uma série de modificações, mas a definitiva (para a mudança no resultado) foi essa", completou.

O IBGE revisou o volume de serviços prestados em dezembro de 2018 ante dezembro de 2017 de uma queda de 0,2% para alta de 0,4%. A taxa de dezembro de 2018 ante novembro de 2018 saiu de um aumento de 0,2% para elevação de 1,0%.

Com a revisão, a estabilidade registrada pelos serviços em 2018 interrompeu uma sequência de três anos de resultados negativos, período em que acumulou uma perda de 11,0%. Em 2017, o volume de serviços prestados encolheu 2,8%; em 2016, -5,0%; em 2015, -3,6%.

Quando falta informação de uma empresa, o procedimento adotado pelo IBGE é fazer uma imputação de informações através de um modelo estatístico. No mês seguinte, a equipe faz uma revisão dos dados, inserindo as correções que chegaram dos informantes.

Segundo pesquisadores, a imputação é mais precisa quando se trata de uma empresa pequena, porque costuma seguir o comportamento geral do setor. No caso de uma empresa grande, como ocorreu em dezembro, é mais difícil que o modelo estatístico acerte os resultados, provocando uma revisão maior quando as informações chegam.