transito
ECONOMIA

IBC-Br sobe 1,66% no 1º bimestre, mostra BC

15 Abr 2019 - 11h36Por Fabrício de Castro

O Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br) acumulou alta de 1,66% no primeiro bimestre de 2019, informou nesta segunda-feira, 15, o Banco Central. O porcentual diz respeito à série sem ajustes sazonais.

Pela mesma série, o IBC-Br apresenta alta de 1,21% nos 12 meses encerrados em fevereiro.

Trimestre até fevereiro

O Banco Central informou que o IBC-Br registrou baixa de 0,21% no acumulado do trimestre até fevereiro de 2019, na comparação com o trimestre anterior (setembro a novembro de 2018), pela série ajustada.

Informou ainda que o IBC-Br acumulou alta de 1,20% no trimestre até fevereiro de 2019 ante o mesmo período do ano passado, pela série sem ajustes sazonais.

Média Móvel

A média móvel trimestral do IBC-Br teve baixa de 0,32% em fevereiro, na série com ajuste sazonal. Em janeiro, o indicador havia registrado alta de 0,02% e, em dezembro, alta de 0,09%.

Bastante observada pelos economistas do mercado financeiro, a média móvel do IBC-Br costuma ser usada como indicativo de tendências para o índice. O porcentual desta segunda-feira refletiu a comparação entre o trimestre encerrado em fevereiro e o trimestre encerrado em janeiro.

No caso da série sem ajuste sazonal, a média móvel trimestral do IBC-Br teve resultado negativo de 1,10% em fevereiro. Em janeiro, a média móvel sem ajuste havia caído 1,54%.

Revisões

O Banco Central revisou dados de seu IBC-Br na margem, na série com ajuste. O IBC-Br de janeiro foi de -0,41% para -0,31%, enquanto o índice de dezembro passou de 0,21% para 0,09%.

No caso de novembro, o índice seguiu em +0,27%. O dado de outubro permaneceu em -0,09% e o de setembro seguiu em -0,14%. Em relação a agosto, o BC substituiu a taxa de 0,45% pela de 0,43%.

Conhecido como uma espécie de "prévia do BC para o PIB", o IBC-Br serve como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses. A previsão oficial do BC para a atividade doméstica em 2019 é de avanço de 2,0%.

Matérias Relacionadas

Economia

Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história

Cerca de 5,6 milhões de contribuintes receberão R$ 9,5 bilhões
Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história
Economia

Intenção de Consumo das Famílias avança 1,3% em maio

Esse é o segundo resultado positivo consecutivo, apurado pela CNC
Intenção de Consumo das Famílias avança 1,3% em maio
Santa Catarina

Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia

Implantação do novo sistema comercial teria apresentado instabilidade
Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia
Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Ver mais de Economia