Delivery Much
ECONOMIA

Grupo Alimentação e Bebidas sobe 0,92% e gera impacto de 0,23 p.p. no IPCA-15

25 Abr 2019 - 11h48Por Daniela Amorim

As famílias brasileiras gastaram 0,92% mais com alimentação em abril, após os preços já terem subido 1,28% em março, segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) divulgados nesta quinta-feira, 25, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupo Alimentação e Bebidas deu a segunda maior contribuição para o IPCA-15 do mês, 0,23 ponto porcentual (p.p.), atrás apenas de Transportes.

O custo da alimentação no domicílio aumentou 1,43% em abril, após ter subido 1,91% em março. O destaque foi a alta de 27,84% no preço do tomate, item que deu a segunda maior contribuição individual para o IPCA-15 do mês: 0,07 ponto porcentual.

Também ficaram mais caras as carnes (1,55%) e as frutas (3,36%), ambas com 0,04 ponto porcentual de contribuição para a inflação. A cebola aumentou 13,44% em abril, enquanto a batata-inglesa subiu 6,10%. Por outro lado, o preço do feijão carioca caiu 2,38% no mês.

A despesa com alimentação fora de casa ficou estável 0,00% na passagem de março para abril. A refeição consumida fora do domicílio teve queda de 0,27% em abril, mas o lanche registrou alta de 0,46%.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Serão beneficiadas 3,5 milhões de pessoas
Nascidos em outubro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Economia

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões

A quina teve 75 ganhadores, com prêmio individual de R$ 32.688,93
Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Economia

Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano

Apesar de alta na inflação, BC decidiu não mexer na Selic
Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
Economia

Copom deve manter juros básicos em 2% ao ano, dizem analistas

Resultado da reunião será divulgado no fim da tarde
Ver mais de Economia