ECONOMIA

Governo britânico mantém postura desafiadora, apesar de revés no Parlamento

26 Mar 2019 - 09h49

O governo da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, manteve a postura desafiadora mesmo depois de o Parlamento tomar controle parcial do paralisado processo do Brexit, argumentando nesta terça-feira que a manobra ressalta a necessidade de que a proposta de acordo de May para que os britânicos deixem a União Europeia precisa ser aprovada.

Ontem, a Câmara dos Comuns decidiu assumir o controle do cronograma do governo para o Brexit para, nesta quarta-feira (27), votar em alternativas para o acordo negociado por May com a UE.

Hoje, o Ministro de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, disse à emissora BBC que o governo não vai se comprometer antecipadamente a aceitar a opção a ser apoiada por legisladores porque eles podem apresentar um plano impraticável.

"A melhor forma de sair deste impasse agora é o acordo que foi negociado com a UE que pode ser implementado rapidamente", disse Hancock, referindo-se ao acordo de May, que foi rejeitado pelo Parlamento em duas ocasiões desde o começo do ano. Fonte: Associated Press.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 2

Parcela varia de R$ 150 a R$ 375, dependendo do beneficiário
Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 2
Economia

Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19h
Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado
Economia

WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais

Com uma nova fábrica de Eletrocentros em Betim, companhia pretende fortalecer sua posição em um dos mais importantes mercados de equipamentos elétricos industriais e para geração de energia do país
WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais
Economia

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Litro do diesel passará a custar R$ 2,76, e o da gasolina, R$ 2,64
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias
Ver mais de Economia