ECONOMIA

Garnier fala em soberania nacional para defender PL dos militares

20 Mar 2019 - 18h53Por Adriana Fernandes e Idiana Tomazelli

Para defender o projeto que reestrutura as carreiras dos militares, o secretário-geral do Ministério da Defesa, almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, apelou para a soberania nacional e disse que a sociedade não vai se arrepender de apoiar a proposta. Segundo ele, o projeto de lei foi feito na ótica da defesa e soberania nacional e também para dar economia de gastos ao Tesouro Nacional.

"As Forças Armadas têm colocado ao lado da sociedade em momentos de festa e de dor", disse Garnier. Como exemplo, ele citou a ação dos militares nas campanhas de vacina e provas do Enem. Ele destacou que a proposta valoriza a meritocracia e o longo prazo.

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, avaliou que, com o envio do PL dos militares, o governo cumpre o que se dispôs a fazer nos quatro projetos para a Nova Previdência com "equidade" e "combate a privilégios". Marinho destacou que os militares, desde 2001, foram preteridos pelo governo federal nos processos de reorganização das carreiras dos servidores públicos.

Marinho destacou que a proposta garante economia de custos em 10 anos para o Tesouro Nacional. "Isso é muito importante", disse.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Calendário de restituições não muda com novo prazo do Imposto de Renda

Reembolso continuará a ser feito entre maio e setembro
Calendário de restituições não muda com novo prazo do Imposto de Renda
Economia

Cooper inicia distribuição do Retorno das Sobras

Os mais de R$ 13,5 milhões chegam em forma de crédito para cooperados em um momento importante para a retomada da economia
Cooper inicia distribuição do Retorno das Sobras
Economia

Receita adia o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda

Novo prazo se encerrará no dia 31 de maio
Receita adia o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda
Economia

Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina hoje

Pedidos devem ser feitos na página da Dataprev na internet
Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina hoje
Ver mais de Economia