ECONOMIA

Foco de conversa foi alinhamento para reforma andar mais rápido, diz Joice

27 Fev 2019 - 17h06Por Camila Turtelli

A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), afirmou que os líderes do parlamento apresentaram ao ministro da Economia, Paulo Guedes, as demandas da Câmara em relação à Nova Previdência no almoço desta quarta-feira. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), participaram do encontro.

O deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) também estava presente. Apesar da presença do deputado, ex-líder de governo na gestão Michel Temer (MDB), Hasselmann disse que não houve definição de nome para a relatoria da Nova Previdência. "Foco da conversa foi o alinhamento para que a reforma ande mais rápido", disse a jornalistas.

Ele afirmou que Guedes está disposto a conversar sobre os pontos de resistência, que são principalmente BPC e aposentadoria rural, mas disse que é "inegociável" reduzir a economia prevista com a reforma que deve ser de "trilhão (de reais)".

Ela garantiu que a Comissão de Cidadania, Constituição e Justiça deve ser instalada depois do Carnaval e que as emendas para os parlamentares não serão contingenciadas.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Calendário de restituições não muda com novo prazo do Imposto de Renda

Reembolso continuará a ser feito entre maio e setembro
Calendário de restituições não muda com novo prazo do Imposto de Renda
Economia

Cooper inicia distribuição do Retorno das Sobras

Os mais de R$ 13,5 milhões chegam em forma de crédito para cooperados em um momento importante para a retomada da economia
Cooper inicia distribuição do Retorno das Sobras
Economia

Receita adia o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda

Novo prazo se encerrará no dia 31 de maio
Receita adia o prazo de entrega da Declaração de Imposto de Renda
Economia

Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina hoje

Pedidos devem ser feitos na página da Dataprev na internet
Prazo para contestar auxílio emergencial negado termina hoje
Ver mais de Economia