Dia internacional das Mulheres
Economia

FIESC e ACM vão atuar em ações para o mercado de saúde e em políticas públicas

Acordo foi assinado nesta sexta-feira (22), na reunião de diretoria da Federação

22 Fev 2019 - 21h00Por FIESC

A FIESC, por meio do SESI, assinou nesta sexta-feira (22), durante reunião de diretoria, termo de cooperação com a Associação Catarinense de Medicina (ACM). O objetivo é compartilhar informações e indicadores que orientem o planejamento de ações voltadas para o mercado de saúde (indústria e serviços) e a proposição de políticas públicas (de saúde ocupacional e não-ocupacional).

Câmara de Vereadores de Jaraguá

“É muito claro o quão importante é o desenvolvimento econômico para o desenvolvimento da medicina. Não existe desenvolvimento em medicina se nós não temos um pujante desenvolvimento econômico. Os serviços públicos de saúde estão cada vez mais deficitários”, afirmou o presidente da ACM, Ademar de Oliveira Paes Junior. Ele comentou que as pessoas que têm mais acesso à informação estão mais conscientes da sua capacidade e, portanto, são mais exigentes quanto à qualidade do serviço oferecido. 

Paes Junior destacou os indicadores de saúde de SC. “Temos os melhores indicadores do país e não podemos desprezar a participação da saúde no PIB do país, que representa cerca de 9%, o que é uma participação muito expressiva”, disse. O presidente da ACM informou ainda que o investimento em assistência à saúde chega a 14% em muitas empresas. “Juntos, por meio da análise de dados, um trabalho que estamos fazendo com o Observatório FIESC, podemos ajudar a transformar a medicina catarinense, tanto no setor público, quanto no privado. Queremos que os catarinenses tenham a melhor medicina disponível em todas as regiões”, frisou. 

O presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, lembrou que a ACM faz parte do Conselho Estratégico para Infraestrutura de Transporte e a Logística Catarinense. “Santa Catarina é o estado campeão em acidentes de trânsito por quilômetro/rodovia, bem acima da média nacional, o que tem impactado nossa saúde pública e o desempenho dos hospitais”, afirmou.

No ano passado, a ACM também aderiu à Aliança Saúde Competitividade, iniciativa da FIESC que visa engajar lideranças empresariais, acadêmicas, políticas e da sociedade na promoção da saúde e ambientes seguros para o trabalho, com ações de sensibilização e mobilização, além de reposicionar o tema como um dos fatores estratégicos para a competitividade da indústria. A Aliança disponibiliza conhecimento sobre cenários e tendências de saúde e segurança, e seus impactos para a competitividade das organizações. Para mais informações acesse o site www.aliancasc.org.br.


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Arrecadação catarinense cresce 5,7% em fevereiro

Somente com ICMS, a soma foi de R$ 2,22 bilhões, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) nesta quinta-feira (4)
Arrecadação catarinense cresce 5,7% em fevereiro
Economia

IPTU 2021 vence dia 10 de março em Jaraguá

Quem optar pelo pagamento a vista terá desconto de 10%
Política

Licitação para reforma da escola Albano Kanzler deve ser lançada em 30 dias

Obra é aguardada há 20 anos pela comunidade
Licitação para reforma da escola Albano Kanzler deve ser lançada em 30 dias
Economia

Transporte rodoviário tem novo piso mínimo de frete

Tabela foi publicada hoje no Diário Oficial da União
Transporte rodoviário tem novo piso mínimo de frete
Ver mais de Economia