Joaçaba Pneus
Economia

Fazenda e FIESC avançam na discussão sobre os incentivos

Governo pretende estimular a produção local e simplificar o sistema tributário

18 Mar 2019 - 07h30Por Fiesc

Diretores e técnicos da Federação das Indústrias (FIESC) reuniram-se na tarde desta sexta-feira (15) com o secretário da Fazenda, Paulo Eli, para avançar na discussão da nova política de incentivos fiscais do Estado. No encontro, que também contou com a participação do secretário da Agricultura, Ricardo de Gouvêa, ficou estabelecido que os diferentes setores industriais terão encontros específicos para aprofundar as discussões, começando pelo têxtil, no próximo dia 20.

O presidente da Câmara Tributária da FIESC, Evair Oenning, e o diretor institucional e jurídico da entidade, Carlos José Kurtz, defenderam a manutenção dos incentivos e que, questões polêmicas sejam avaliadas com os representantes dos respectivos segmentos.

“A secretaria da Fazenda fez um gesto importante ao abrir espaço para o diálogo. Vamos discutir competitividade e geração de empregos. Entendemos que incentivo não é renúncia fiscal, mas sim, incremento de produção, criação de novos empregos e ferramenta para permitir a isonomia na competição com empresas instaladas em locais com carga tributária menor. Este é um passo importante para consolidar uma nova política industrial”, disse Oenning.

Conforme Eli, o governo pretende estimular a produção local e simplificar o sistema tributário. Ele citou como exemplo a indústria têxtil, que passará a ter legislação única. 


Quer ser o primeiro a saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região? CLIQUE AQUI e receba direto no seu WhatsApp!

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Isto é Dinheiro destaca Jaraguá do Sul como modelo para o Brasil

Revista de circulação nacional conta como a cidade se tornou referência em empreendedorismo ao unir iniciativa privada e setor público
Isto é Dinheiro destaca Jaraguá do Sul como modelo para o Brasil
Economia

Para FIESC, reforma da previdência estadual é oportuna, necessária e urgente

Segundo o governo do estado, a previdência estadual tem um déficit financeiro total de R$ 4,8 bilhões anuais, considerando servidores civis e militares.
Para FIESC, reforma da previdência estadual é oportuna, necessária e urgente
Economia

WEG e Engie Brasil Energia, concluem instalação do primeiro aerogerador nacional

Turbina eólica instalada em Tubarão/SC faz parte do projeto do primeiro Aerogerador Nacional, que tem por objetivo desenvolver tecnologia e cadeia produtiva nacionais para a fabricação e instalação de equipamentos de grande porte no país
WEG e Engie Brasil Energia, concluem instalação do primeiro aerogerador nacional
Economia

Saiba se você tem direito e como fazer o cadastro para receber o auxílio emergencial

A expectativa é que 67 mil pessoas sejam beneficiadas em Santa Catarina
Saiba se você tem direito e como fazer o cadastro para receber o auxílio emergencial
Ver mais de Economia