105 Ouça
Caraguá
ECONOMIA

EUA investigam processo de aprovação dos aviões 737 MAX, da Boeing

17 Mar 2019 - 22h39

O Departamento de Transportes dos Estados Unidos investiga a aprovação pela Administração de Aviação Federal (FAA, na sigla em inglês) dos aviões 737 MAX, da Boeing, segundo pessoas ligadas ao assunto. A apuração se concentra no sistema de segurança que tem sido implicado na queda de 29 de outubro da Lion Air que matou 189 pessoas, segundo fontes do governo. Autoridades do setor de aviação avaliam se um sistema pode ter tido um papel na queda de outra dessas aeronaves neste mês, da Ethiopian Airlines, que matou 157 pessoas.

Neste domingo, o ministro dos Transportes da Etiópia, Dagmawit Moges, afirmou que havia "claras semelhanças" entre os dois acidentes. Funcionários dos EUA advertiram que ainda é muito cedo para tirar conclusões, já que dados das caixas-pretas do avião que caiu na Etiópia precisam ainda ser analisados.

A investigação do Departamento de Transportes foi lançada após o acidente da Lion Air na Indonésia e é conduzida por seu inspetor-geral, que advertiu dois escritórios da FAA para que guardem arquivos de computador, segundo fontes ligadas ao tema. A apuração interna busca determinar se a agência usou padrões de design e análises de engenharia apropriados no certificado do sistema, conhecido como MCAS. Fonte: Dow Jones Newswires.

GNet

Matérias Relacionadas

Economia

Jaraguá do Sul vai receber R$ 184 milhões no Plano 1000

Dez municípios serão contemplados com mais de R$ 1 bilhão em recursos
Jaraguá do Sul vai receber R$ 184 milhões no Plano 1000
Economia

Índice da Construção Civil registra alta de 18,65% em 2021

Em dezembro, o índice foi de 0,52%, a menor taxa mensal do ano.
Índice da Construção Civil registra alta de 18,65% em 2021
Geral

Fecarroz 2022 é cancelada

A informação foi divulgada na tarde deste segunda-feira (10)
Fecarroz 2022 é cancelada
Economia

Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 6 milhões

Apostas podem ser feitas até as 19h
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 6 milhões
Ver mais de Economia