ECONOMIA

Etanol sobe em 22 Estados, diz ANP; preço médio avança 0,24% no País

25 Mar 2019 - 13h39Por Gustavo Porto

Os preços médios do etanol hidratado subiram em 22 Estados na semana passada, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) compilado pelo AE-Taxas. Houve recuos apenas no Acre, no Distrito Federal, em Goiás e em Sergipe. Não houve avaliação no Amapá.

Na média dos postos brasileiros pesquisados pela ANP houve alta de 0,24% no preço médio do etanol na semana passada ante a anterior, de R$ 2,962 para R$ 2,969.

Em São Paulo, principal Estado produtor e consumidor, a cotação média do hidratado avançou 0,07% sobre a semana anterior, de R$ 2,831 para R$ 2,833 o litro. A maior alta semanal, de 6,21%, foi no Piauí.

Na comparação mensal os preços do etanol subiram em 21 Estados e no Distrito Federal, recuaram quatro unidades e no Amapá não houve avaliação. Na média brasileira o preço do etanol pesquisado pela ANP acumulou aumento de 8,20% na comparação mensal, com destaque para São Paulo, a maior alta nos preços do biocombustível no período, de 10,71%.

O preço mínimo registrado na semana passada para o etanol em um posto foi de R$ 2,349 o litro, em Mato Grosso, e o máximo individual ficou em R$ 4,700 o litro, no Acre. Mato Grosso tem também o menor preço médio estadual, de R$ 2,607 o litro, e o maior preço médio ocorreu nos postos do Rio Grande do Sul, de R$ 4,067 o litro.

Competitividade

Os preços médios do etanol hidratado permanecem vantajosos ante os da gasolina em apenas quatro Estados brasileiros - Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, e São Paulo. O levantamento da ANP compilado pelo AE-Taxas considera que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Em Mato Grosso, o hidratado é vendido em média por 58,49% do preço da gasolina, em Minas Gerais a 67,76%, em Goiás a 66,40% e em São Paulo por 69,74%.

Na média dos postos pesquisados no País, a paridade é de 68,74% entre os preços médios do etanol e da gasolina, também favorável ao biocombustível.

A gasolina segue mais vantajosa em Roraima, com a paridade de 94,27% para o preço do etanol.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Saúde

Joinville tem toque de recolher das 22h às 6h

Neste período, apenas pessoas em deslocamento para o trabalho ou usuários dos serviços essenciais de saúde podem circular nas ruas
Joinville tem toque de recolher das 22h às 6h
Economia

Receita esclarece como declarar redução de jornada no Imposto de Renda

Contribuinte deve conferir valores na Carteira de Trabalho Digital
Receita esclarece como declarar redução de jornada no Imposto de Renda
Economia

Valor médio de auxílio emergencial será de R$ 250, diz Guedes

Expectativa é que benefício comece a ser pago ainda neste mês
Valor médio de auxílio emergencial será de R$ 250, diz Guedes
Economia

Petrobras aumenta preços da gasolina e do diesel nas refinarias

Sexto aumento da gasolina do ano é da ordem de 9,2% para R$ 2,84
Petrobras aumenta preços da gasolina e do diesel nas refinarias
Ver mais de Economia