Economia

Em manifesto, COFEM pede mais diálogo ao governo de SC

O Cofem é formado pelas federações de entidades que representam o setor produtivo catarinense

18 Abr 2020 - 17h30Por Da Redação

Desde o início do atual Governo, o Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM) tem reiterado a importância do diálogo com o setor produtivo sobre as questões relativas ao desenvolvimento do Estado.

“Com a crise desencadeada pela pandemia do novo coronavírus, e suas estarrecedoras consequências, especialmente sociais, isso se torna ainda mais urgente. Todos colocamos a vida em primeiro lugar, mas é fundamental encontrar uma equação que permita garantir a saúde das pessoas e, também, a subsistência delas. Isso, por sua vez, depende da sobrevivência de nossas empresas e da possibilidade de manutenção dos respectivos empregos que elas geram”, afirmam as entidades em manifestação, cuja íntegra pode ser acessada em https://bit.ly/3evSAQr.

Em manifestação divulgada na tarde desta quinta-feira (16), as entidades que representam todos os setores da economia catarinense, manifestam estranhamento com o fim das reuniões do grupo de trabalho para discutir as questões ligadas à pandemia. “As reuniões, que eram diárias, foram suspensas e o diálogo interrompido. Causa estranheza ao COFEM, como membro do grupo de trabalho, tomar conhecimento, pela imprensa, de decisões importantes tomadas pelo Governo”, ressaltam as entidades, lembrando que é urgente avançar na construção de protocolos que permitam a segurança para as pessoas e o aumento da atividade econômica em Santa Catarina, pois as pesquisas mostram que os impactos no emprego são dramáticos.

“Temos que avançar. O momento exige humildade e união. Muitos podem contribuir, inclusive os que reconhecidamente têm serviços relevantes prestados a Santa Catarina”, diz o texto da manifestação, destacando a preocupação do COFEM com a iminente desestruturação social do estado. As entidades finalizam reafirmando o “compromisso de continuar contribuindo com a saúde das pessoas e a sobrevivência das empresas catarinenses, que são instrumentos de geração de empregos e cidadania.

O COFEM é composto pelas Federações das Indústrias (FIESC), do Comércio (FECOMÉRCIO), da Agricultura (FAESC), dos Transportes (FETRANCESC), das Associações Empresariais (FACISC), das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) e das Micro e Pequenas Empresas (FAMPESC).

 

Matérias Relacionadas

Economia

Apresentador Ratinho visita Jaraguá do Sul

A visita ocorreu após a matéria da "Revista Isto É" que destacou a cidade como polo industrial, econômico e de desenvolvimento
Apresentador Ratinho visita Jaraguá do Sul
Economia

CDL BOX somou R$ 1 milhão de vendas com cashback em quatro meses

Lançada em fevereiro, a solução já é utilizada por mais de 60 empresas e tem mais 2,5 mil usuários cadastrados
CDL BOX somou R$ 1 milhão de vendas com cashback em quatro meses
Economia

Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 12 milhões na quarta-feira

As dezenas sorteadas na noite de sábado foram: 26, 27, 28, 32, 38 e 51
Mega-Sena acumula e pode pagar prêmio de R$ 12 milhões na quarta-feira
Economia

Lunelli sanciona lei que institui o Sandbox Regulatório

Jaraguá do Sul é um dos primeiros municípios a aprovar esta lei. O objetivo é possibilitar que empresas, já constituídas, tenham autorização temporária para testar negócios inovadores
Lunelli sanciona lei que institui o Sandbox Regulatório
Ver mais de Economia