vacina
ECONOMIA

Em ata, BCE demonstra preocupação com gravidade de desaceleração da zona do euro

21 Fev 2019 - 11h18Por Sergio Caldas

Dirigentes do Banco Central Europeu (BCE) expressaram preocupação com a duração da desaceleração econômica da zona do euro e discutiram a possibilidade de emitir novos empréstimos de longo prazo para ajudar os bancos da região durante a reunião de política monetária dos dias 23 e 24 de janeiro, segundo ata do encontro divulgada nesta quinta-feira.

Na reunião do mês passado, autoridades do BCE alertaram sobre "incertezas maiores...relativas a quão persistente será a atual trajetória de fraqueza", informa o documento.

Diante disso, o BCE discutiu "possíveis novas operações" para fornecer liquidez aos bancos do bloco. Eventuais operações não deverão ocorrer logo e irão "refletir os objetivos da política monetária a ser atingidos", diz a ata.

Embora tenha avaliado que a probabilidade de uma recessão é baixa, o BCE destacou que "a desaceleração observada no ritmo de crescimento da zona do euro parece ser mais profunda e mais ampla do que se imaginava anteriormente, afetando não apenas o setor automotivo, mas também outros setor manufatureiros".

Incertezas externas ameaçam particularmente o consumo privado. "O crescimento do consumo privado foi mais fraco no terceiro trimestre de 2018 e o avanço do emprego desacelerou", afirma o BCE na ata.

Um dos dirigentes do BCE ressaltou o impacto da China, alertando que as importações do país asiático no fim de 2018 foram bem menores do que o esperado, "o que provavelmente refletiu o impacto negativo das tensões comerciais entre Estados Unidos e China".

Também foram apontados no encontro de janeiro os "graves riscos" ligado ao Brexit, como é conhecido o processo para que o Reino Unido se retire da União Europeia. O prazo final para o "divórcio" é 29 de março, mas o Reino Unido ainda não conseguiu aprovar no Parlamento britânico um acordo que regule a futura relação comercial do país com o bloco.

Ainda na ata, o BCE diz que irá reavaliar a perspectiva econômica da zona do euro em sua próxima reunião, nos dias 6 e 7 de março, quando a instituição também divulgará novas projeções econômicas. Com informações da Dow Jones Newswires.

Matérias Relacionadas

Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Geral

Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução
Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos
Política

Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras

Ela substituirá Jean Paul Prates que pediu saída antecipada
Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
Geral

Cresol promove Semana Nacional de Educação Financeira na região

Tema central será a Proteção Financeira, com foco em formas de o consumidor se prevenir contra golpes e fraudes financeiras.
Cresol promove Semana Nacional de Educação Financeira na região
Ver mais de Economia