ECONOMIA

É um ato discricionário do presidente da CCJ, diz Marinho, sobre relator

21 Mar 2019 - 12h55Por Vinicius Neder

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, afirmou nesta quinta-feira, 21, que o ritmo de tramitação da proposta de emenda constitucional (PEC) da reforma da Previdência deve ser ditado, a partir de agora, pelo Congresso Nacional. O secretário evitou estimar um prazo ideal para aprovar a PEC.

"Quem tem que dar o ritmo a partir de agora é o Congresso", afirmou Marinho, ao deixar a sessão de encerramento da 53ª Convenção Nacional de Supermercados, promovida pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras), no Rio.

Marinho minimizou a decisão da Comissão de Constituição, Cidadania e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados de não indicar o relator da PEC nesta quinta-feira. "(A indicação do relator) É um ato discricionário do presidente da CCJ", afirmou Marinho.

Em nota, a liderança do PSL informou que a indicação do deputado relator, inicialmente prevista para esta quinta-feira, só será feita após o Ministério da Economia prestar esclarecimentos sobre o projeto de reforma previdenciária e reestruturação das carreiras das Forças Armadas, apresentado na quarta-feira.

Marinho evitou relacionar o adiamento da indicação com atrasos na tramitação da PEC.

Segundo o secretário, o projeto sobre os militares foi apresentado na quarta-feira e os deputados terão tempo de se debruçar sobre a matéria. O importante é que não haja confusão entre a proposta de reforma para trabalhadores da iniciativa privada e de servidores civis com o caso dos militares, disse o secretário.

Questionado se o governo ainda trabalha com a aprovação da PEC da reforma da Previdência na Câmara no primeiro semestre, Marinho disse: "Para o governo, para a sociedade, seria importante que o projeto (o pacote de reforma da Previdência) tenha a celeridade adequada, sem que se perca qualidade no debate".

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Associado Sicredi Norte SC recebe R$ 50 mil em sorteio do seguro de vida

Entrega simbólica do prêmio ocorreu na Agência Centro em Joinville.
Economia

Governo do Estado realiza reuniões para tratar novo auxílio emergencial

O objetivo foi debater como o auxílio será pago, além de outros trâmites administrativos.
Governo do Estado realiza reuniões para tratar novo auxílio emergencial
Política

Governador vai à Alesc pedir fim do veto em projeto que destina recursos para rodovias federais

Durante reunião com os deputados, o chefe do Executivo elencou os motivos para barrar o veto realizado durante o governo interino.
Governador vai à Alesc pedir fim do veto em projeto que destina recursos para rodovias federais
Economia

Santa Catarina tem mais de 4 mil vagas abertas pelo Sine

As ocupações regulares com mais vagas abertas são: auxiliar de linha de produção; costureira em geral; carpinteiro; operador de processo de produção e servente de pedreiro
Santa Catarina tem mais de 4 mil vagas abertas pelo Sine
Ver mais de Economia