vacina
ECONOMIA

Dólar sobe com ameaça comercial em meio a varejo fraco no Brasil

09 Mai 2019 - 11h01Por Silvana Rocha

O dólar sobe ante o real em meio a ameaças mútuas entre EUA e China nas discussões comerciais em curso e de olho nos dados de varejo fracos no País. As vendas no comércio em março no Brasil vieram abaixo da mediana das projeções do mercado e sustentam preocupações com a fraqueza da economia doméstica.

Peso no sentimento negativo do investidor também a piora no clima econômico no País, que passou de +3,6 pontos no trimestre até janeiro para -21,1 pontos no trimestre até abril. Com isso, a liderança do Brasil na melhora do clima econômico na América Latina se inverteu e o País passou a ser o primeiro entre os piores, segundo o indicador Ifo/FGV de Clima Econômico (ICE) da América Latina, divulgado nesta quinta-feira, 9. O ICE da América Latina saiu de uma queda de 9,1 pontos no trimestre terminado em janeiro para queda de 21,1 pontos no trimestre terminado em abril deste ano.

Às 9h20 desta quinta-feira, o dólar à vista subia 0,79%, aos R$ 3,9640, após tocar em máxima aos R$ 3,9685 (+0,90%). O dólar futuro para junho avançava 0,90%, aos R$ 3,9715, ante máxima em R$ 3,9770 (+1,03%).

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia

Implantação do novo sistema comercial teria apresentado instabilidade
Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia
Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Geral

Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução
Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos
Política

Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras

Ela substituirá Jean Paul Prates que pediu saída antecipada
Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
Ver mais de Economia