Joaçaba Pneus
ECONOMIA

Dólar recua com apetite global por ativos de risco

25 Fev 2019 - 10h51Por Silvana Rocha

O dólar opera em queda no mercado doméstico na manhã desta segunda-feira, 25, acompanhando o desempenho negativo da moeda no exterior em meio ao apetite por ativos de risco. Em Nova York, os índices futuros sobem, assim como as bolsas de Paris e em Frankfurt, uma vez que os investidores reagem à decisão do governo norte-americano de estender o período de trégua tarifária entre o país e a China e também monitoram o recuo, mais cedo, do petróleo.

O barril da commodity virou e passou a operar em território negativo após o presidente americano, Donald Trump, afirmar em seu Twitter que os preços da commodity "estão ficando muito altos". Ele aproveitou para pedir que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que tem cortado a produção do óleo, "relaxe e pegue leve".

Nesta semana que antecede o carnaval, deve ficar no radar a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência. Na terça, 26, a Câmara deve instalar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que vai tratar da reforma e o presidente indicado ao Banco Central, Roberto Campos Neto, passará por sabatina no Senado.

No câmbio, estão previstos dois leilões de linha com recompra de US$ 3 bilhões na quarta-feira e a disputa técnica pela definição da última taxa Ptax do mês, na quinta-feira, dia 28. A movimentação de comprados e vendidos em contratos cambiais pode adicionar volatilidade ao dólar. Também são esperados dados do Produto Interno Bruto do quarto trimestre do Brasil e dos Estados Unidos (na quinta-feira).

Às 9h25 desta segunda-feira, o dólar à vista caía 0,44%, a R$ 3,7247. O dólar futuro para março recuava 0,65% no mesmo horário, a R$ 3,7245.

Matérias Relacionadas

Economia

Rede catarinense Havan inaugura 160ª filial

Esta é a primeira loja da rede no estado sergipano. Atualmente, a Havan está presente em 18 estados brasileiros, mais o Distrito Federal
Rede catarinense Havan inaugura 160ª filial
Economia

Decisão sobre reajuste de bandeiras tarifárias deve sair até o dia 30

Aumento pode passar de 20%, diz diretor da Aneel
Decisão sobre reajuste de bandeiras tarifárias deve sair até o dia 30
Economia

Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial

Novo calendário começa nesta sexta-feira, para nascidos em janeiro
Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial
Economia

FIESC defende redução temporária do imposto de importação do aço

O insumo teve alta superior a 100% em 12 meses e tem impactado diversos setores, principalmente a construção e o metalmecânico
FIESC defende redução temporária do imposto de importação do aço
Ver mais de Economia