ECONOMIA

Dia é de ajuste do Ibovespa após ganhos da véspera

12 Mar 2019 - 12h30Por Maria Regina Silva

O Ibovespa cai nesta terça-feira, 12, após os ganhos da véspera, quando subiu 2,79%, aos 98.026,62 pontos - avanço de quase três mil pontos entre sexta-feira e ontem. O principal índice da B3 recua abaixo dos 97 mil pontos, mas isso, conforme profissionais do mercado, não indica pessimismo dos investidores. Às 11h03, o Ibovespa caia 0,27%, aos 97.760,19 pontos.

"Ainda tem motivos para subindo. O que fez o índice avançar ontem foram as conversas positivas sobre a reforma da Previdência, e isso continua. Só que lá fora também ajudou. Hoje, parece que o exterior está em 'stand by' espera", observa Thiago Salomão, analista da Rico Investimentos.

Ontem, o líder do governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL-GO), afirmou ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) que o Executivo liberará até a próxima semana o pagamento de mais de um R$ 1 bilhão em emendas parlamentares impositivas. A medida ajudará na disposição dos congressistas em votar a reforma da Previdência.

No exterior, há o aguardo pela votação do Brexit no Parlamento britânico, o que pode contribuir para que os investidores daqui embolsem lucros, dependendo do resultado. Além disso, os investidores ficarão atentos ao desenrolar da reforma previdenciária. "Vamos ver como serão as negociatas. O governo diz que tudo será feito em termos técnicos, mas temos de esperar para ver como será o andamento do processo", diz um operador ao referir-se à expectativa com o início da tramitação da proposta de reforma da Previdência na Comissão da Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados entre amanhã e quinta-feira.

No exterior, os investidores estão avaliando o resultado da inflação norte-americana, cuja taxa ficou em 0,2% em fevereiro, dentro do previsto. Já o núcleo do indicador, que indica uma tendência mais acurada da inflação, ficou em 0,1% no mês passado, ficando aquém da projeção de 0,2%. O dado ajudou os índices futuros das bolsas de Nova York a ganharem força, enquanto o dólar acentuou a queda.

De certa forma, o resultado mais baixo fortalece a ideia de manutenção do juro básico nos EUA, o que tende a beneficiar emergentes, como o Brasil. Entretanto, Salomão ressalta que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) tem sinalizar estar mais preocupado com a desaceleração da economia do país e global. "Parece não estão com os olhos voltados para a inflação, mas sim para o desaquecimento mundial", diz.

Por aqui, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acelerou a 0,43% em fevereiro. Entretanto, as medidas de núcleos indicaram que a inflação brasileira segue sob controle.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Geo Portal, da Prefeitura de Jaraguá, alcança mais de 600 consultas diárias

Serviço busca expandir informações geográficas do município de forma simples e rápida
Geo Portal, da Prefeitura de Jaraguá, alcança mais de 600 consultas diárias
Economia

Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões

No ano, o lucro chegou a R$ 2,340 bilhões, avanço de 45% ante o ano anterior
Lucro da Weg cresce 48,5% no 4º trimestre, para R$ 742,2 milhões
Economia

Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central

Medida prevê mandatos para dirigentes do órgão
Bolsonaro sanciona projeto que dá autonomia ao Banco Central
Economia

Dólar tem pequena queda e fecha a R$ 5,42

Bolsa sobe 0,38% em dia de recuperação
Ver mais de Economia