ECONOMIA

Demanda por petróleo no Brasil deve subir refletindo expansão econômica, diz AIE

15 Mar 2019 - 12h24Por Célia Froufe, correspondente

Após um ano de estabilidade no consumo brasileiro de petróleo, a Agência Internacional de Energia (AIE) prevê que a demanda será ampliada em 2019. "No geral, a demanda permaneceu estável em 2018, mas espera-se que aumente em 60 mil barris por dia (bpd) em 2019, refletindo um crescimento econômico mais rápido", salientou a entidade que tem sede em Paris por meio de seu relatório mensal, divulgado nesta sexta-feira, 15.

O documento trouxe que a projeção da instituição para o Produto Interno Bruto (PIB) doméstico este ano foi ampliada para 2,5% - nos dois relatórios anteriores, no entanto, não havia apresentação da estimativa para a taxa de crescimento do País. Para o consumo, a entidade passou a prever 3,06 milhões de bpd ante prognóstico de 3,03 milhões de bpd revelados um mês atrás.

Especificamente sobre o uso da commodity em janeiro, a AIE constatou que houve um aumento de 85 mil bpd ante o mesmo mês do ano passado, com elevação do consumo de diesel de 50 mil bpd e da gasolina, de 40 mil bpd. A agência também destacou que o tráfego aéreo doméstico aumentou 3,4% em dezembro do ano passado em relação ao mesmo mês de 2017, mas que o crescimento desacelerou para 0,3% em janeiro.

Produção

Em relação à produção do primeiro mês deste ano, a instituição salientou a queda de 65 mil bpd, para 2,73 milhões de bpd. "A produção ficou estável em comparação com o mesmo mês do ano anterior, uma vez que a manutenção e as quedas de produção em campos maduros compensaram o crescimento de novas operações", comparou a entidade. O relatório também citou uma avaliação feita pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) de que o principal motivo da queda foi a paralisação de manutenção em plataformas nos campos de Búzios e Sapinhoá.

"O Brasil e a Argentina reportaram resultados abaixo do esperado em janeiro, em 120 mil bpd e 30 mil bpd, respectivamente. No caso do Brasil, espera-se que tenham se recuperado em fevereiro, quando a maior refinaria do País, a Replan, retornou às operações completas após vários meses de taxas reduzidas de produção devido a um incêndio", pontuou.

Para fevereiro, a perspectiva é a de que a oferta de petróleo deve subir com o início da operação da plataforma P-67, em Lula Norte, e da P-76, em Búzios.

A AIE lembrou que a P-76 é a terceira unidade de 150 mil bpd a entrar em produção no campo de Búzios desde abril passado. De acordo com o Plano Estratégico da Petrobras, outras duas plataformas entrarão em operação este ano. "Como resultado, esperamos que a produção brasileira aumente em média 375 mil barris por dia este ano, para cerca de 3,3 milhões de bpd no final do ano", comentou.

A previsão apresentada nesta sexta pela instituição é de um abastecimento doméstico de 3,07 milhões de bpd em 2019.

Cartel

O relatório também trouxe o desempenho brasileiro sob a perspectiva da oferta por nações que não fazem parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). A produção de fora do cartel, segundo a entidade, deverá desacelerar de um recorde de 2,8 milhões de bpd em 2018 para 1,8 milhão de bpd este ano.

Os Estados Unidos continuam a contabilizar a maior parte da expansão, de acordo com a AIE, devendo adicionar 1,5 milhão de bpd, ou 83% do total.

"Outros aumentos virão do Brasil, onde várias novas unidades de produção estão em processo de aceleração. Apesar dos cortes de produção renovados, os ganhos também virão da Rússia, com a produção no início de 2019 de 410 mil bpd superior a um ano atrás. Em contraste, novas quedas são esperadas do México, Noruega e China", detalhou.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19h
Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado
Economia

WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais

Com uma nova fábrica de Eletrocentros em Betim, companhia pretende fortalecer sua posição em um dos mais importantes mercados de equipamentos elétricos industriais e para geração de energia do país
WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais
Economia

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Litro do diesel passará a custar R$ 2,76, e o da gasolina, R$ 2,64
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias
Economia

Seifert Óptica e Joalheria completa 35 anos em Jaraguá do Sul

Para falar um pouco sobre a trajetória da empresa, Guido e Gabriel Seifert participaram ao vivo do Diário da Jaraguá desta sexta-feira (16)

Seifert Óptica e Joalheria completa 35 anos em Jaraguá do Sul
Ver mais de Economia