transito
ECONOMIA

Crise argentina atinge saldo comercial brasileiro no 1º quadrimestre, diz FGV

15 Mai 2019 - 11h55Por Vinicius Neder

A crise econômica na Argentina atingiu em cheio as exportações brasileiras, contribuindo para a redução no saldo da balança comercial no primeiro quadrimestre do ano, na comparação com igual período de 2018, conforme os dados do Indicador de Comércio Exterior (Icomex), divulgado nesta quarta-feira, 15, pela Fundação Getulio Vargas (FGV) de abril.

O saldo comercial do mês passado foi de US$ 5,9 bilhões, levando a um acumulado no primeiro quadrimestre do ano de US$ 16,4 bilhões, inferior ao registrado em igual período de 2018 que foi de US$ 18,2 bilhões.

Segundo o Icomex, a balança comercial com a Argentina passou de superavitária para deficitária em US$ 3,1 bilhões, seguida da perda com a União Europeia (queda de US$ 1,4 bilhões entre o superávit do primeiro quadrimestre de 2019 e o de 2018).

Também houve queda de US$ 900 milhões no saldo comercial com a China, compensada por ganhos no comércio com os Estados Unidos. O déficit registrado com os Estados Unidos em 2018 passou para um superávit de US$ 500 milhões no acumulado até abril de 2019.

"Observa-se que a piora do saldo com a China em relação ao resultado com os Estados Unidos está associado a um recuo das importações oriundas do mercado estadunidense em 3,5%, enquanto as importações chinesas aumentaram 27%, na comparação do primeiro quadrimestre de 2018 e 2019. Nesse mesmo período as exportações brasileiras para a China aumentaram em 10,3% e para os Estados Unidos, em 9,3%", diz a nota divulgada pela FGV.

O Icomex mostrou ainda que o superávit com o Oriente Médio aumentou em US$ 900 milhões no primeiro quadrimestre do ano, em relação a igual período de 2018, apesar das turbulências nas relações com os países árabes por causa da aproximação do Brasil com Israel.

Matérias Relacionadas

Economia

Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história

Cerca de 5,6 milhões de contribuintes receberão R$ 9,5 bilhões
Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história
Economia

Intenção de Consumo das Famílias avança 1,3% em maio

Esse é o segundo resultado positivo consecutivo, apurado pela CNC
Intenção de Consumo das Famílias avança 1,3% em maio
Santa Catarina

Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia

Implantação do novo sistema comercial teria apresentado instabilidade
Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia
Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Ver mais de Economia