transito
ECONOMIA

Correção: Tafner: não faz sentido aprovar reforma e depois tentar fazer outra

09 Nov 2018 - 16h07Por Altamiro Silva Junior

A nota enviada anteriormente, na quinta-feira, 8, contém uma incorreção. No quarto parágrafo, quando o economista Paulo Tafner diz que a proposta do governo Temer sobre a Previdência foi desidratada em seu caminho pelo Congresso e a economia fiscal em 10 anos se reduziu, o valor correto da redução é de R$ 800 bilhões para R$ 480 bilhões, e não de R$ 800 milhões para R$ 480 milhões, como havia sido informado. Segue o texto corrigido.

O economista Paulo Tafner, um dos autores de proposta de reforma da Previdência entregue ao novo governo, defende que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), use seu empenho para aprovar uma única reforma para mudar o sistema previdenciário. Não faz sentido, disse ele durante evento no Insper, buscar aprovar parte do texto que está atualmente no Congresso e depois tentar fazer mais mudanças pela frente.

Na avaliação de Tafner, faria sentido aprovar o texto atual se o novo governo avaliar que não tem chances de avançar nas medidas para a Previdência.

"Se não conseguir avançar em nada, é melhor aprovar a reforma que está aí", disse ele. "O que não tenho aceitado bem é a ideia de fazer essa reforma e depois fazer outra. Tem que dar um tiro só."

A proposta de Temer, observa Tafner, já foi desidratada em seu caminho pelo Congresso e a economia fiscal em 10 anos se reduziu de R$ 800 bilhões para R$ 480 bilhões. A proposta escrita por ele e outros, como o ex-presidente do Banco Central Arminio Fraga, traz economia fiscal de R$ 1,3 trilhão em 10 anos.

Bolsonaro já declarou que quer tentar aprovar ao menos parte do texto que está no Congresso.

Matérias Relacionadas

Geral

Guaramirim define prazo para isenção de Imposto Rural em Perímetro Urbano

Agricultores devem solicitar isenção até 11 de novembro
Guaramirim define prazo para isenção de Imposto Rural em Perímetro Urbano
Geral

Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz

Conab também instaurou uma apuração interna
Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz
Economia

Setor de serviços cresce 0,5% de março para abril no país, revela IBGE

É a segunda alta consecutiva do indicador
Setor de serviços cresce 0,5% de março para abril no país, revela IBGE
Economia

Número de cervejarias no Brasil cresceu 6,8% em 2023

Total de estabelecimentos produtores de cerveja chegou a 1.847
Número de cervejarias no Brasil cresceu 6,8% em 2023
Ver mais de Economia