Joaçaba Pneus
ECONOMIA

Coreia do Sul habilitou mais 9 frigoríficos do Brasil, diz ministério

28 Fev 2019 - 17h39Por Nayara Figueiredo

O Ministério da Agricultura informou que a Agência de Quarentena Animal e Vegetal da Coreia do Sul (APQA) anunciou na quarta-feira, 27, a habilitação de mais nove frigoríficos brasileiros para exportar carnes para seu mercado. "Esses novos estabelecimentos habilitados já haviam cumprido com a etapa anterior, de autorização junto ao Ministério da Segurança dos Alimentos e Medicamentos (MFDS) daquele país. Dessa maneira, estão prontos para iniciar as exportações de carnes para o país", disse a pasta em nota.

Conforme o Ministério, as habilitações foram resultado de missão de auditoria realizada por autoridades sul-coreanas, em outubro do ano passado. Esses estabelecimentos autorizados se somam a quatro que já possuíam permissão para exportar ao país asiático. Das nove plantas habilitadas agora, cinco são de carne suína e quatro de aves.

De acordo ainda com a pasta, a Coreia do Sul importa cerca de US$ 1,5 bilhão por ano em carne suína. "Levando em consideração a fatia de 9% do mercado mundial do produto ocupada pelo Brasil, é estimado o potencial do mercado sul-coreano em 189 milhões de dólares com as novas plantas. No que se refere à carne de frango, o Brasil já ocupa uma posição privilegiada, respondendo por 85% das importações da Coreia do Sul. O valor das vendas brasileiras de carne de frango in natura para o país asiático chegou a 169 milhões de dólares em 2018."

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Decisão sobre reajuste de bandeiras tarifárias deve sair até o dia 30

Aumento pode passar de 20%, diz diretor da Aneel
Decisão sobre reajuste de bandeiras tarifárias deve sair até o dia 30
Economia

Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial

Novo calendário começa nesta sexta-feira, para nascidos em janeiro
Caixa antecipa pagamento de terceira parcela do auxílio emergencial
Economia

FIESC defende redução temporária do imposto de importação do aço

O insumo teve alta superior a 100% em 12 meses e tem impactado diversos setores, principalmente a construção e o metalmecânico
FIESC defende redução temporária do imposto de importação do aço
Economia

Sine de Santa Catarina tem 5.145 vagas de emprego abertas

Todas as vagas são para contratações efetivas, os pré-requisitos e a carga horária variam de acordo com o cargo.
Sine de Santa Catarina tem 5.145 vagas de emprego abertas
Ver mais de Economia