Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Consumo de eletricidade cresce 3,8% em janeiro, diz EPE

01 Mar 2019 - 14h39Por Luciana Collet

O consumo nacional de energia elétrica alcançou 41.142 gigawatts-hora (GWh) em janeiro, o que corresponde a um crescimento de 3,8% em relação ao mesmo mês do ano passado. O crescimento foi observado na maior parte do Brasil. No Sudeste, principal centro de carga do País, a expansão observada foi de 4,3%, enquanto houve expansão de 8% no Centro-Oeste, 6,2% no Sul e 3,2% no Nordeste. Na contra-mão, o consumo no Norte recuou 8,9%.

Dentre as principais classes de consumo, o melhor desempenho foi o da residencial (+8,0%), especialmente favorecida pelas temperaturas mais elevadas em relação a 2018, com a persistência de muitos dias com os termômetros acima de 28ºC em grande parte do País. Essa variável também teve impacto no consumo do setor comercial (+5,9%).

No segmento residencial, houve expansão mais acelerada nas regiões que sofreram com as maiores temperaturas: Sudeste (+8,3%), Centro-Oeste (+10,8%) e Sul (+15,2%).

"O crescimento expressivo, chegando a taxas de dois dígitos em alguns estados, sobretudo nas regiões destacadas acima, foi impulsionado em grande medida pela demanda para climatização de ambientes", comentou a EPE, em relatório.

O segmento industrial, por sua vez, apresentou queda na demanda de 0,4% em janeiro. A EPE diz que, ao observar o comportamento do consumo das indústrias, nota que há trajetória de queda no último trimestre de 2018, acompanhando a produção física industrial (PIM-PF/IBGE).

Dos 10 ramos da indústria que mais demandam eletricidade da rede, cinco tiveram desempenho positivo no mês, com as maiores altas nos setores químico (+8,7%), fabricação de produtos alimentícios (+2,3%) e extrativo mineral metálico (+1,6%). Já as principais baixas foram observadas no setor automotivo (-7,7%), metalúrgico (-6,1%) e têxtil (-4,9%).

No recorte pela modalidade de contratação, o mercado cativo, atendido pelas distribuidoras, subiu 3,5% em janeiro, enquanto o mercado de livre, em que consumidores escolhem seus fornecedores, cresceu 4,4% no período.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Banco do Brasil oferece prova de vida do INSS por aplicativo

Ferramenta diminui comparecimento às agências
Banco do Brasil oferece prova de vida do INSS por aplicativo
Geral

Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim

Todas as pessoas físicas podem fazer doações de recursos financeiros aos Fundos Municipais
Contribuinte pode destinar parte do IR para projetos sociais de Guaramirim
Economia

Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol

Álcool acumula aumento de 21% desde janeiro
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
Economia

Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro

Setor teve expansão de 0,8% na média móvel trimestral
Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro
Ver mais de Economia