transito
ECONOMIA

Consumo de alumínio cresce 10% em 2018, para 1,383 milhão de toneladas, diz Abal

22 Abr 2019 - 12h18Por Luana Pavani

O consumo de alumínio no Brasil em 2018 apresentou crescimento de 10% em relação a 2017, chegando a 1,383 milhão toneladas, conforme dados da Associação Brasileira do Alumínio (Abal). A alta foi puxada por embalagens, com 14%; transportes, em torno de 12%, e eletricidade, com 11%.

Já a produção nacional de alumínio primário foi de 659 mil toneladas, 17,7% menor do que as 801,7 mil toneladas de 2017.

A associação atribui a queda tanto ao fato de a Alunorte, em Barcarena, no Pará, operar com metade da sua capacidade desde o início de 2018, quanto ao preço da energia elétrica, que hoje responde por quase 70% do custo de produção do alumínio nacional.

Segundo o presidente da Abal, Milton Rego, as importações cobriram o aumento do consumo, sobretudo de origem chinesa. "A pressão das importações, combinada com a queda da nossa produção de alumínio primário, preocupa. Além de diminuir valor agregado, quando deixamos de produzir alumínio a partir da bauxita brasileira toda a cadeia perde competitividade", disse, por meio de nota.

Entre 2009 e 2015, cinco unidades de alumínio primário fecharam as portas no Brasil, lembra a Abal.

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia

Implantação do novo sistema comercial teria apresentado instabilidade
Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia
Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Geral

Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução
Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos
Política

Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras

Ela substituirá Jean Paul Prates que pediu saída antecipada
Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
Ver mais de Economia