transito
ECONOMIA

Consumidores esperam inflação de 4,9% em 12 meses a partir de fevereiro, diz FGV

21 Fev 2019 - 09h27Por Daniela Amorim

A mediana da inflação esperada pelos consumidores para os próximos 12 meses ficou em 4,9% em fevereiro, ante 5,0% em janeiro, informou nesta quinta-feira, 21, a Fundação Getulio Vargas (FGV), que divulgou o Indicador de Expectativa de Inflação dos Consumidores.

O resultado representa o menor patamar desde julho de 2007, quando estava em 4,8%. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve redução de 0,5 ponto porcentual na estimativa para a inflação.

"A estimativa mediana de inflação projetada pelos consumidores para os próximos 12 meses vem diminuindo nos últimos quatro meses, após o período eleitoral. As expectativas mais favoráveis, isso é, de uma inflação mais baixa, vêm sendo influenciadas pelo maior otimismo dos consumidores com relação à situação econômica do país e redução de incertezas. A tendência nos próximos meses é que esse resultado se torne mais estável ou com pequenas variações, considerando o ritmo gradual de recuperação da economia", avaliou Viviane Seda Bittencourt, coordenadora da Sondagem do Consumidor do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

Na distribuição por faixas de inflação, 60,5% dos consumidores projetaram uma taxa dentro dos limites de tolerância da meta de inflação, de 4,25%, estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional para este ano, ou seja, entre 2,75% e 5,75%. No mês anterior, esse porcentual era de 61,4% dos consumidores.

Na análise por faixas de renda familiar, a queda no indicador de fevereiro foi influenciada pelas famílias com renda mensal mais baixa, que recebem até R$ 2.100,00 mensais. Para esses consumidores, a expectativa de inflação para os próximos 12 meses diminuiu 0,7 ponto porcentual, para 5,4%. Nas demais faixas de renda, as expectativas se mantiveram estáveis.

O Indicador de Expectativa de Inflação dos Consumidores é obtido com base em informações da Sondagem do Consumidor, que ouve mensalmente mais de 2,1 mil brasileiros em sete das principais capitais do País. Aproximadamente 75% dos entrevistados respondem aos quesitos relacionados às expectativas de inflação.

Matérias Relacionadas

Santa Catarina

Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia

Implantação do novo sistema comercial teria apresentado instabilidade
Celesc emite comunicado sobre erros nas faturas de energia
Economia

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC

Responsável por 3,7% do PIB, setor de defesa é oportunidade para indústria de SC
Geral

Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos

Estado poderá direcionar R$ 23 bilhões para reconstrução
Senado aprova suspensão da dívida do RS com a União por três anos
Política

Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras

Ela substituirá Jean Paul Prates que pediu saída antecipada
Governo indica Magda Chambriard para presidência da Petrobras
Ver mais de Economia