ECONOMIA

Comissão da Previdência quer audiências em maio e debate de relatório em junho

30 Abr 2019 - 12h52Por Camila Turtelli

O presidente da comissão especial que analisa a reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), afirmou que foi definido um cronograma prévio do colegiado. A ideia é que a comissão realize 11 audiências públicas ao longo do mês de maio e que o relatório seja apresentado no começo de junho, para ser debatido ao longo do mês. "Definimos cronograma sugestão", disse Ramos.

Na manhã desta terça-feira, 30, ele, o relator da proposta, Samuel Moreira (PSDB-SP), e o vice-presidente da comissão Silvio Costa Filho (PRB-PE) estiveram reunidos para debater calendário e cronograma.

A ideia agora é apresentar essas definições para os demais membros do colegiado. "Precisamos ouvir a equipe econômica antes de iniciar o debate", disse.

Ramos acrescentou que a ideia é ouvir até 60 pessoas na tramitação.

Segundo ele, o objetivo é reunir a comissão três vezes por semana. "Quanto mais rápido a equipe econômica vier, melhor", comentou. "Para votar em julho no plenário, tenho de concluir comissão em junho", disse, mas ressaltou que existem fatores externos que podem influenciar.

Na segunda-feira, 29, ele esteve reunido com o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Ao ser questionado sobre uma declaração anterior em que disse não ter simpatia pelo governo, Ramos brincou e disse que "não quer namorar com o Bolsonaro, porque ele já namora o Maia", mas que o importante é aprovar a reforma.

"Na reunião com Bolsonaro, fotografia foi mais importante do que o conteúdo", disse ele sobre o simbolismo de mostrar a proximidade do Executivo com o Legislativo.

Ramos vai ouvir a oposição para dar início a um diálogo sobre a dinâmica da comissão. Ele se reúne agora com PCdoB e PSB.

Matérias Relacionadas

Economia

Servidores públicos de SC recebem a antecipação de metade do 13º salário

Conforme a Secretaria de Estado da Fazenda o valor coloca R$ 648 milhões extras na economia catarinense
Servidores públicos de SC recebem a antecipação de metade do 13º salário
Economia

SC é o estado com mais trabalhadores formais entre a população economicamente ativa

A informação está no Ranking de Competitividade dos Estados (CLP) que utiliza dados do IBGE
SC é o estado com mais trabalhadores formais entre a população economicamente ativa
Economia

WEG paga participação nos lucros em agosto

Com mais de 40 mil funcionários em todo o mundo, a empresa jaraguaense teve lucro líquido de R$ 1,327 bilhão no primeiro trimestre de 2024 (1T24)
WEG paga participação nos lucros em agosto
Economia

WEG fornece a primeira subestação móvel digital no mercado brasileiro

A solução destinada ao uso no sistema elétrico da Energisa Rondônia possibilita o monitoramento, controle e automatização de operações em tempo real
WEG fornece a primeira subestação móvel digital no mercado brasileiro
Ver mais de Economia