Covid - 19
ECONOMIA

China diz que suas exportações e importações cresceram em janeiro

12 Fev 2019 - 05h25

As exportações e importações da China se expandiram em janeiro e Pequim está confiante de que o comércio externo do país irá se estabilizar, apesar dos crescentes obstáculos em meio à desaceleração da economia global e incertezas relacionadas às negociações comerciais com os Estados Unidos, afirmou hoje Chu Shijia, um alto funcionário do Ministério de Comércio chinês.

Dados preliminares do ministério mostram que o comércio externo da China cresceu no mês passado, de acordo com Chu. Os números oficiais vão ser divulgados na madrugada de quinta-feira (14).

Em dezembro, as exportações chinesas sofreram queda anual de 4,4% e as importações caíram 7,6% na mesma comparação.

Economistas consultados pelo Wall Street Journal estimam que as exportações da China recuaram 4,1% no confronto anual de janeiro e que as importações sofreram redução de 11%.

Wang Bing, supervisor de mercados do Ministério, disse esperar que o avanço no consumo da China desacelere mais em 2019, depois de a fraca demanda por carros pesar nas vendas do setor varejista no ano passado. Fonte: Dow Jones Newswires.

Matérias Relacionadas

Economia

Warren recebe R$ 120 milhões em rodada de investimento

Em plena crise provocada pelo coronavírus, a corretora anuncia seu maior aporte. Valor será utilizado para deixar a experiência do cliente na plataforma ainda melhor
Warren recebe R$ 120 milhões em rodada de investimento
Economia

Covid-19: governo prorroga programa de redução de salários e jornada

Com a medida os prazos valem por 120 dias
Covid-19: governo prorroga programa de redução de salários e jornada
Economia

Bananais atingidos por vendável em Corupá poderão ser vendidos e transformados em banana passa

Bananais atingidos por vendável em Corupá poderão ser vendidos e transformados em banana passa
Economia

Santa Catarina lidera exportações nacionais de carne suína no primeiro semestre

No primeiro semestre do ano, o estado exportou 243,8 mil toneladas de carne suína, com faturamento de mais de US$ 545,8 milhões
Ver mais de Economia