transito
ECONOMIA

Câmara veta aumento de incentivos fiscais a montadoras do Centro-Oeste

07 Nov 2018 - 20h58Por Camila Turtelli

A Câmara vetou o aumento dos incentivos fiscais a montadoras do Centro-Oeste na MP 843/18, que cria a Rota 2030. Destaque do DEM retirou do texto o dispositivo que permite a montadoras da região (Suzuki e Mitsubishi, localizadas em Goiás) a contarem com incentivos fiscais maiores que os usufruídos por elas atualmente.

Os incentivos atuais são de 32% do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e passariam a ser iguais aos do Nordeste (125% a 75%, decrescentes). Após a aprovação do texto-base da MP foram votados nove destaques, sendo seis aprovados e os demais rejeitados.

Os deputados também retiraram do texto a possibilidade de aplicação, a dívidas maiores que R$ 15 milhões, de condições mais vantajosas aplicáveis apenas às dívidas de até R$ 15 milhões no Programa Especial de Regularização Tributária (Pert). Entre outros destaques ao texto-base, foi aprovada emenda para permitir uma redução de até três pontos porcentuais na alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de carros movidos a motores flex, enquanto o máximo de redução permitido para os demais é de dois pontos percentuais.

A MP cria o Rota 2030, um novo regime tributário para as montadoras de veículos no Brasil com a contrapartida de investimentos em pesquisa e desenvolvimento de produtos e tecnologias. O texto aprovado pela Câmara nesta quarta-feira, 7, foi o projeto de lei de conversão de autoria do deputado Alfredo Kaefer (PP-PR).

Se sancionado, o programa entrará em vigor a partir de 2019, com duração prevista para 15 anos, dividido em três etapas. A matéria precisa ainda ir ao Senado e, depois, para sanção presidencial , o que precisa ocorrer até o dia 16 de novembro, prazo limite até que a MP caduque. Como mostrou o Estado, os benefícios fiscais para o setor automotivo em 2019 chegarão a R$ 7,2 bilhões, o maior valor da história.

Matérias Relacionadas

Educação

Enem: pelo menos 5 milhões se inscreveram para a edição de 2024

Número final será conhecido após período extra de inscrição no RS
Enem: pelo menos 5 milhões se inscreveram para a edição de 2024
Economia

Pesquisa de preços mostra variação da cesta básica em Jaraguá do Sul

Tomate teve aumento de quase 30% neste mês em relação ao levantamento de maio
Pesquisa de preços mostra variação da cesta básica em Jaraguá do Sul
Geral

Guaramirim define prazo para isenção de Imposto Rural em Perímetro Urbano

Agricultores devem solicitar isenção até 11 de novembro
Guaramirim define prazo para isenção de Imposto Rural em Perímetro Urbano
Geral

Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz

Conab também instaurou uma apuração interna
Polícia Federal abre investigação sobre leilão de arroz
Ver mais de Economia