Dia internacional das Mulheres
ECONOMIA

Caiado: 'Temos de tratar do que pode aliviar a vida dos governadores'

20 Fev 2019 - 15h18Por Renan Truffi e Anne Warth

O governador do Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), defendeu nesta quarta-feira, 20, que "objetivamente" sejam tratadas questões que possam aliviar a vida dos governadores, que enfrentam uma crise fiscal nos Estados. "O foco tem que ser plano de emergência para tirar os Estados da situação em que estão", disse o governador, após participar do Fórum de Governadores, encontro no qual foi apresentado pelo governo federal a proposta de emenda constitucional da Previdência.

"A reforma está em discussão há muito tempo e Guedes (ministro da Economia, Paulo Guedes) disse que sugestões são bem-vindas", afirmou Caiado. Segundo ele, os governadores terão até o dia 19 de março para fazer sugestões ao texto da reforma da Previdência.

O governador disse ainda que o ministro da Economia foi objetivo e que afirmou que irá priorizar um plano de emergência para Estados. "Não vejo um plano emergencial para depois de abril, tem que vir agora", enfatizou Caiado.

Ele destacou que o governo federal tem um poder de endividamento que os Estados não têm. "Não cabe agora teses populistas", completou.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Transporte rodoviário tem novo piso mínimo de frete

Tabela foi publicada hoje no Diário Oficial da União
Transporte rodoviário tem novo piso mínimo de frete
Geral

Presidente e diretor de Inovação da CDL falam sobre aplicativo da entidade

Aplicativo CDL Box vai trazer benefícios para lojistas e consumidores
Presidente e diretor de Inovação da CDL falam sobre aplicativo da entidade
Geral

Abertas as inscrições para processo seletivo de recenseador do IBGE

A remuneração do profissional vai depender da produtividade, mas pode chegar a R$ 2656,00. São 161 as vagas disponíveis para Jaraguá do Sul
Abertas as inscrições para processo seletivo de recenseador do IBGE
Economia

Lunelli distribui R$ 12 milhões aos colaboradores, mesmo após ano desafiador

Lunelli distribui R$ 12 milhões aos colaboradores, mesmo após ano desafiador
Ver mais de Economia