ECONOMIA

Britânicos entopem site do Parlamento para pedir cancelamento do Brexit

22 Mar 2019 - 08h51Por Célia Froufe, correspondente

Quanto mais a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, tenta articular com os líderes europeus a concretização do Brexit, como é chamada a saída do país da União Europeia, mais aumenta o número de signatários de uma petição pedindo a revogação do Artigo 50, que normatiza o processo de divórcio. Ontem à tarde o Broadcast registrou que o documento hospedado no site de uma comissão do Parlamento havia atingido a marca de 1 milhão de assinaturas. Agora cedo, mais de 2,5 milhões de pessoas já deixaram seu posicionamento pedindo o cancelamento da separação.

Tanta procura pela petição já levou o site a cair várias vezes desde ontem. O documento foi hospedado em fevereiro, mas foi depois do discurso à nação feito na noite de quarta-feira pela premiê em Downing Street que os números não pararam mais de subir. Cálculos apresentados pela imprensa local dão conta de que 1,5 mil novas assinaturas são registradas a cada minuto.

A marca de 2 milhões de signatários foi registrada logo após o anúncio da decisão da União Europeia de aceitar o pedido de Theresa May de prorrogar da data de entrada em vigor do Brexit. Pelo cronograma original, a retirada deveria ser consumada daqui a uma semana, mas os líderes mudaram o prazo agora para 22 de maio com a condição de que a primeira-ministra atuasse para aprovar o acordo acertado entre os dois lados no Parlamento britânico na próxima semana.

A Comissão de Petições da Câmara dos Comuns, equivalente à Câmara dos Deputados brasileira, declarou no Twitter que se trata da maior participação de assinaturas de qualquer documento em seu site e que, devido a isso, mudanças foram feitas para lidar com o alto fluxo de acesso. O documento pede ao governo que revogue o Artigo 50 e mantenha o Reino Unido na UE. "O governo afirma repetidamente que sair da UE é a vontade do povo. Temos de colocar esta afirmação a termo, demonstrando agora a força do apoio público para permanecer na UE. Se o voto do povo pode não acontecer, então vote agora", traz o texto.

O movimento ganhou força com a divulgação de assinaturas feitas por famosos, como o ator Hugh Grant, a atriz Jennifer Saunders e o físico da Universidade de Manchester Brian Cox. Não é a primeira vez que uma petição trata do fim do Brexit depois do resultado das urnas do plebiscito de quase três anos atrás, quando 52% dos eleitores britânicos pediram a separação contra 48% que se posicionaram a favor da manutenção no bloco. Mesmo antes da consulta pública, um documento convidava o governo a realizar um segundo plebiscito se o voto do lado vencedor fosse inferior a 60% e o comparecimento à votação, inferior a 75%. Antes da consulta, a petição quase não recebeu atenção, mas após o resultado registrou um saldo de mais de 4 milhões de assinaturas.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Lojas de Jaraguá ficam abertas até 17h neste sábado

Segundo Talita Beber, presidente da CDL Jaraguá do Sul, o comércio local está preparado com promoções, ações de vendas casadas e, com foco na segurança por causa da pandemia
Lojas de Jaraguá ficam abertas até 17h neste sábado
Economia

Governo do Estado institui o Auxílio Catarina

Benefício emergencial será destinado a mais de 60 mil famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica no estado
Governo do Estado institui o Auxílio Catarina
Economia

Governo do Estado propõe auxílio emergencial para amenizar efeitos da pandemia

O investimento do Executivo será superior a R$ 37 milhões, com recursos já garantidos no orçamento
Governo do Estado propõe auxílio emergencial para amenizar efeitos da pandemia
Economia

Sicredi disponibiliza opção de pagamentos no WhatsApp

Instituição financeira cooperativa oferece nova opção de transferência para os associados por meio de parceria com o Facebook
Sicredi disponibiliza opção de pagamentos no WhatsApp
Ver mais de Economia