transito
ECONOMIA

Brasil é aceito como membro permanente do Comitê de Concorrência da OCDE

22 Fev 2019 - 17h42Por Eduardo Rodrigues

Enquanto o Brasil ainda pleiteia uma adesão formal junto à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o País já foi aceito como membro permanente do Comitê de Concorrência do organismo internacional. Com isso, o Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade) poderá participar mais ativamente da consolidação das melhores práticas internacionais sobre políticas antitruste.

"A participação do Brasil como membro pleno do Comitê de Concorrência da OCDE reflete nosso compromisso com mercados mais eficientes. Também sinaliza nosso alinhamento aos melhores padrões internacionais de políticas públicas e capacidade de contribuição efetiva às atividades da organização", avaliou o ministro da Economia, Paulo Guedes, em nota.

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, destacou, também em nota que "a aceitação do Brasil no Comitê de Concorrência da OCDE é produto de um esforço sério do Cade e do Governo Federal e sinal do crescente prestígio internacional do País".

Para o presidente do Cade, Alexandre Barreto, a inclusão do Brasil no comitê é um motivo de orgulho para o tribunal antitruste. "Isso consolida mais de vinte anos de estreita colaboração com a OCDE em matéria concorrencial, alinhamento com as melhores práticas internacionais e o comprometimento da autarquia com a defesa da concorrência no Brasil", afirmou, em nota.

Matérias Relacionadas

Economia

Após chuvas, Gramado tem mais de 500 hotéis e restaurantes fechados

Temporais e deslizamentos deixaram 1 mil desabrigados
Após chuvas, Gramado tem mais de 500 hotéis e restaurantes fechados
Política

Modal ferroviário é tema de debate na Assembleia Legislativa de Santa Catarina

Encontro foi proposto pelo deputado Antídio Lunelli, presidente da Comissão de Transportes e Desenvolvimento Urbano da Alesc
Modal ferroviário é tema de debate na Assembleia Legislativa de Santa Catarina
Economia

Retrocesso econômico e revogação da desoneração da folha

O governo gasta mal e pretende economizar da pior forma ao atingir o próprio desenvolvimento com perspectiva de demissões
Retrocesso econômico e revogação da desoneração da folha
Economia

Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história

Cerca de 5,6 milhões de contribuintes receberão R$ 9,5 bilhões
Receita abre consulta a maior lote de restituição do IR da história
Ver mais de Economia