Delivery Much
ECONOMIA

Bolsas de NY fecham sem direção única com economia dos EUA e Trump no radar

22 Abr 2019 - 19h20Por Victor Rezende

Os mercados acionários americanos encerraram o pregão desta segunda-feira, 22, sem sentido único em uma sessão marcada por baixo volume de negócios em meio à falta de negócios na Europa e em alguns mercados do Pacífico devido ao feriado da Páscoa. O noticiário político esteve no radar dos agentes, diante da crescente demanda por parte de democratas progressistas pela abertura de um processo de impeachment contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), o índice Dow Jones fechou em baixa de 0,18%, aos 26.511,05 pontos, enquanto o S&P 500 subiu 0,10%, para 2.907,97 pontos. Já o índice eletrônico Nasdaq avançou 0,22%, para 8.015,27 pontos. O VIX, índice de volatilidade da CBOE, considerado o "medidor de medo" de Wall Street, encerrou o dia com 12,42 pontos, em alta de 2,73%.

As negociações de ações estiveram relativamente quietas nas últimas semanas à medida que os investidores tentaram discernir se os indicadores econômicos apontam para uma retomada no momento econômico após um início suave do ano ou para um enfraquecimento ainda maior. No campo macro, os investidores se atentarão, na sexta-feira, a dados do Produto Interno Bruto (PIB) americano do primeiro trimestre. Após a divulgação de dados de consumo e de comércio na semana passada, diversas instituições financeiras elevaram suas projeções para o crescimento da economia americana nos primeiros três meses do ano.

"Notícias realmente muito boas estão refletidas nos preços das ações e é por isso que estamos nos esforçando para subir substancialmente", disse o estrategista-chefe de investimentos da State Street Global Advisors, Michael Arone. Em nota a clientes, ele disse, ainda, que, com o passar das semanas, observará atentamente os resultados corporativos para comentar sobre as perspectivas para os próximos trimestres. Nesta semana, importantes empresas do S&P 500 divulgarão resultados, como Microsoft, Facebook, Amazon, Chevron e ExxonMobil.

Sinais de que a economia dos EUA continuou a ser um ponto relativamente brilhante em relação a outras economias avançadas ajudaram a elevar os preços das ações este ano. Trump tem dedicado postagens em seu perfil no Twitter para falar sobre o assunto. A ala progressista do Partido Democrata, contudo, tem pressionado as lideranças da sigla para que aceite o pedido de impeachment do presidente após a divulgação do relatório sobre as investigações quanto ao processo de interferência do Kremlin na eleição presidencial americana de 2016.

Nesta segunda-feira, o governo Trump anunciou que irá retirar as isenções dadas a oito países que importam petróleo iraniano em maio, após Washington ter imposto sanções sobre o óleo de Teerã. O subíndice de energia do S&P 500 apresentou o melhor desempenho do dia entre os setores, ao subir 2,05%, para 507,08 pontos, com apoio dos papéis da Chevron (+1,70%) e da ExxonMobil (+2,18%). As ações da Netflix também apresentaram forte desempenho ao subirem 4,71%.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões

A quina teve 75 ganhadores, com prêmio individual de R$ 32.688,93
Mega-Sena acumula e prêmio vai para R$ 22 milhões
Economia

Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano

Apesar de alta na inflação, BC decidiu não mexer na Selic
Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
Economia

Copom deve manter juros básicos em 2% ao ano, dizem analistas

Resultado da reunião será divulgado no fim da tarde
Geral

INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro

Portaria foi publicada hoje no Diário Oficial da União
INSS: prova de vida de aposentados é suspensa até fevereiro
Ver mais de Economia