ECONOMIA

Bolsas de NY fecham em leve baixa com políticas do Fed no radar

26 Fev 2019 - 20h29Por Victor Rezende

Os mercados acionários americanos encerraram o pregão desta terça-feira, 26, em leve baixa, em uma sessão marcada por baixo volume de negócios, à medida que os agentes monitoraram indicadores da economia americana e o depoimento do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, ao Comitê Bancário do Senado dos Estados Unidos.

Em Wall Street, o índice Dow Jones fechou em queda de 0,13%, cotado a 26.057,98 pontos, enquanto o S&P 500, que chegou a tocar o nível dos 2,8 mil pontos perto do fechamento, cedeu 0,08%, para 2.793,90 pontos. Já o índice eletrônico Nasdaq recuou 0,07%, para 7.549,30 pontos.

O índice de confiança do consumidor americano surpreendeu analistas ao subir de 121,7 pontos em janeiro para 131,4 pontos em fevereiro, de acordo com pesquisa realizada pelo Conference Board. O mercado esperava por um avanço menos acentuado do indicador, para 124,0 pontos. Grande parte da alta veio do índice de expectativas, que passou de 89,4 pontos em janeiro para 103,4 pontos este mês. "Após as preocupações de dezembro e janeiro sobre as bolsas de valores e a paralisação do governo federal, a confiança do consumidor voltou à vida. Parece mais provável que a queda acentuada das vendas no varejo em dezembro tenha sido uma anomalia e, com base na leitura de confiança de hoje, esperamos que o consumidor reinicie os motores da economia nos próximos meses", afirmou o economista Christopher Rupkey, do Mitsubishi-UFJ Financial Group.

Foi com base nessa expectativa que papéis de grandes varejistas nos EUA apresentaram ganhos. O papel da Amazon subiu 0,21%, enquanto o da Macy's avançou 1,48%, também apoiado pelos resultados acima das expectativas de lucro e de receita da varejista no período referente ao quarto trimestre de 2018. Assim, os agentes praticamente deixaram de lado o tombo de 11,2% das construções de moradias iniciadas no país na passagem de novembro para dezembro, enquanto monitoraram o depoimento de Powell no Senado americano.

O presidente do Fed seguiu o script da instituição e voltou a defender a paciência quanto a possíveis futuras elevações nas taxas de juros ao descrever o atual estágio do banco central como "esperar para ver". O dirigente também voltou destacar questões como o desaquecimento da economia mundial. De acordo com ele, esse é o principal ponto que deve afetar a atividade econômica nos EUA. Fora as preocupações de Powell com o quadro externo, nada novo foi observado no campo monetário. "Nada discutido hoje nos dá qualquer sensação de que o Fed está se afastando da abordagem paciente que tem promovido desde o último aumento dos juros, em dezembro. Hoje, Powell também não conseguiu dar mais clareza sobre o pensamento do Fed sobre o processo ideal de distribuição de reservas no sistema bancário, mas obtivemos a confirmação de que o banco central pretende encerrar as rolagens do balanço no fim deste ano", comentou o economista-chefe do Jefferies, Ward McCarthy.

Assim, bancos apresentaram volatilidade em todo o pregão. Os papéis de instituições financeiras até chegaram a renovar máximas durante o depoimento de Powell, após o presidente do Fed ressaltar que a perspectiva para a economia americana continua positiva. No entanto, o tom "dovish" da fala do dirigente falou mais alto no fim do dia. O índice KBW, a medida do desempenho das ações de 24 instituições bancárias americanas, recuou 0,52%, para 99,70 pontos. Entre os principais bancos dos EUA, o JPMorgan cedeu 0,76% e o Citigroup teve baixa de 0,64%.

Premix Concreto

Matérias Relacionadas

Economia

Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado

Apostas podem ser feitas até as 19h
Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado
Economia

WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais

Com uma nova fábrica de Eletrocentros em Betim, companhia pretende fortalecer sua posição em um dos mais importantes mercados de equipamentos elétricos industriais e para geração de energia do país
WEG anuncia novos investimentos em Minas Gerais
Economia

Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias

Litro do diesel passará a custar R$ 2,76, e o da gasolina, R$ 2,64
Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias
Economia

Seifert Óptica e Joalheria completa 35 anos em Jaraguá do Sul

Para falar um pouco sobre a trajetória da empresa, Guido e Gabriel Seifert participaram ao vivo do Diário da Jaraguá desta sexta-feira (16)

Seifert Óptica e Joalheria completa 35 anos em Jaraguá do Sul
Ver mais de Economia